Quiproquó no Porto de Paranaguá

Uma desavença surgida entre o Sindop (Sindicato Patronal) e a empresa Marcon (Operadora Portuária) promete muita dor de cabeça nos próximos dias.

A origem do quiproquó na área portuária é a operação de açúcar. Por este motivo, a APPA (Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina) preocupada com as consequências comerciais que poderão afetar a economia paranaense, solicitou do Sindicato os esclarecimentos sobre as questões levantadas pela empresa.

A questão é a seguinte: será que a APPA está a favor de uma empresa em detrimento das demais? Esta é uma questão para a CPI dos Portos investigar.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. a dragagem do porto que 2010 sempre era debatida? aquetou esqueceram!

  2. MARCON (empresa privilegiada) e MARON (superintendente), meras semelhanças? Não, é muito mais do que isso.
    Esse atual superintendente é tão enrolado com essa e algumas empresas desde 1998 que ainda vai levar o Beto Richa junto pro buraco.
    É o papo que corre na beira do cais, onde trabalho.
    Vejam uma instalação de açúcar com a placa TEAPAR, na cara dura, sem ser arrendatária por concorrencia no porto.
    além disso, rapidissimo o MARON credenciou em apenas 3 meses a empresa como operadora portuária… digno de Guiness!
    Tem outra empresa que conseguiu a credencial em UM DIA!!!!!
    Alô Policia Federal, MPF, TCE, TCU, CIA , Al Qaeda…. tá fedendo tudo no porto em rápidos 6 meses!