Governo abandona Ricardo Barros

Beto Richa, por meio de interlocutores, jura que não apoia Ricardo Barros.

Emissários do governador Beto Richa (PSDB) tem procurado com insistência a direção da Federação das Indústrias do Paraná, a poderosa Fiep.

Nos contatos de bastidores, o tucano manda dizer que não tem nada a ver com o projeto pessoal de Ricardo Barros de tentar chegar à  presidência da entidade empresarial.

Na prática, Richa abandonou o secretário da Indústria e Comércio pelo meio do caminho. A eleição na Fiep será na quarta-feira da semana que vem, dia 3 de agosto.

Além do desprestígio no próprio governo, Barros ainda terá de enfrentar daqui a pouco julgamento de pedido de impugnação na diretoria da Fiep. A acusação é de que ele foi condenado em colegiado da Justiça (ficha suja).

Ricardo Barros tentou ontem à  tarde cancelar a reunião que avaliava as impugnações (inclusive a dele) na Justiça, mas não obteve êxito. O adversário dele, Edson Campagnolo, por unanimidade, segue em frente na disputa pela presidência da Fiep.

Comentários encerrados.