PDT foi ao BB; PTB à  Conab. PMDB subiu no telhado

via blog Josias de Souza

O governo acomodou mais dois aliados! em vistosas poltronas do segundo escalão. Uma no Banco do Brasil, outra na Conab.

Osmar Dias, candidato derrotado do PDT ao governo do Paraná, será vice-presidente de Agronegócios do BB.

Formalizada pelo ministro Guido Mantega (Fazenda), a nomeação será submetida ao Conselho de Administração da casa bancária estatal.

Para a presidência da Conab (Cia Nacional de Abastecimento), foi nomeado um afilhado de Jovair Arantes (GO), líder do PTB na Câmara.

Chama-se Evangevaldo Moreira dos Santos. Desalojou do posto Alexandre Magno de Aguiar, homem do PT.

Subiu no telhado Orlando Pessuti, do PMDB. Ex-governador do Paraná, ele abriu mão de disputar a reeleição para apoiar Osmar Dias, que franqueou o palanque para Dilma Rousseff.

Como compensação, o PMDB indicara Pessuti para a vice-presidência de Agronegócios do BB, cadeira agora confiada a Dias.

A Conab, uma caixa de mais de R$ 5 bilhões vinculada ao Ministério da Agricultura, era tida pelo PMDB como boa alternativa para Pessutti. Ficou com o PTB.

No esforço para descer Pessuti do telhado, o partido do vice-presidente Michel Temer mira agora uma diretoria da hidrelétrica de Itaipu.

De resto, o PMDB procura um assento para José Maranhão, candidato derrotado ao governo da Paraíba. Queria alojá-lo na Caixa Econômica Federal.

Porém, depois de nomear para a Caixa Geddel Vieria Lima, o pemedebê derrotado na Bahia, Dilma achou que seria excessivo dizer para Maranhão: Vem pra Caixa você também!.

Comentários encerrados.