Requião: ‘delação premiada é surrealismo’

O senador Roberto Requião (PMDB) afirmou neste sábado (22) que delação premiada, quando se diz o que o juiz quer ouvir, é irracional e se configura em “surrealismo puro”.

“Não estou inocentando ninguém, mas a delação premiada só valer quando se diz o que o juiz quer ouvir é irracional, surrealismo puro!”, tuitou o parlamentar, que é relator no Senado do projeto que pune abuso de autoridade.

Surreal é aquilo que está além do real, que denota estranheza, transgressão da verdade sensível, da razão, ou que pertence ao domínio do sonho, da imaginação, do absurdo. Ou seja, as delações se parecem muito algo kafkiano relatado em “O Processo” (obra póstuma de 1925, do autor checo Franz Kafka 1883-1924).

Sem citar o caso concreto, por óbvio, Requião se referiu à doentia obsessão do juiz Sérgio Moro pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Embora a Lava Jato não tenha provas concretas contra Lula, o delator (no sentido amplo) só consegue a “premiação” quando corrobora com a narrativa dos procuradores e do juiz Moro.

O próprio ex-presidente da empreiteira OAS, Léo Pinheiro, havia inocentado Lula num primeiro depoimento de delação. Mas, por não incriminar o ex-presidente, teve seu acordo de delação premiada suspenso pela Procuradoria Geral da República em agosto de 2016.

Para Requião, as prisões ilegais para arrancar delação — sem prova alguma — são apenas uma faceta do abuso de autoridade de juízes e integrantes do Ministério Público.

“O projeto de abuso de autoridade não livra ladrão algum da cadeia, apenas pune abuso doloso de autoridade”, explicou o relator da matéria que irá à votação na quarta-feira (26), na CCJ do Senado.

Requião também disparou contra os procuradores liderados por Deltan Dallagnol que gravaram um vídeo na semana “a favor” do abuso de autoridade: “Por que os nefelibatas do jogral não se dispõem a discutir publicamente comigo suas razões?”.

“Jesus repartia o pão, outros compram casas populares para especular e ter lucro. Vai para o inferno?”, espezinhou Requião o procurador Dallagnol, que comprou apartamentos para investimento destinados a pessoas de baixa renda do programa Minha Casa Minha Vida.

“Quando alguns juízes e promotores mentem tentando me desqualificar fica mais evidente a urgência da lei de abuso de autoridade”, disse o senador Roberto Requião, que completou: “Não tenho dúvida de que juízes e promotores sérios e racionais apoiam a lei de “abuso de autoridade”. Deviam, no entanto, se manifestar”.

12 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Um absurdo é obter delação premiada de um delator preso, ou seja, sob coação e tortura psicológica. Esse instituto (delação premiada) tem que acabar. Este procuradorzinho com nome de purgante deveria ter seguido a carreira de corretor de imóveis pois já está provado que de Direito ele nada entende.

  2. Sou favorável a uma lei mais abrangente: lei contra qualquer abuso de autoridade, configurou abuso penaliza-se. Hoje, estamos vivenciando um claro abuso de autoridade do Governo Temer e dos Congressistas referente as reformas trabalhista e previdenciaria, varias entidades manifestando-se contrarias a essas reformas e o Governo e o Congresso dando as costas praticamente dizendo que “nos mandamos aqui”, imposicao, portanto, abuso.

  3. O pior é que todos nós pagamos o salário e o bem bom desses moleques.

  4. Delação premiada com o delator preso, ou seja, sob coação ou tortura psicológica, deveria ser terminantemente PROIBIDA.

  5. Foram feitas tantas denúncias contra Aécio e Serra, e só perseguem Dilma, Lula e PMDB. Mas hein?

  6. Vejam que os procuradores do MPF sequer fazem as perguntas pertinentes. Atuam no limite de seu amadorismo e JAMAIS PERGUNTARAM PARA QUALQUER UM ACERCA DA CORRUPÇÃO NO PODER JUDICIÁRIO E NO MP.
    Simplesmente, um vexame imensurável.
    Lamentável.
    Eles mesmos se protegendo com as delações que poderiam implica-los.

  7. Requião é uma das poucas e boas opções que temos para 2018!

  8. Estou cansando… Nem o Papa consegue segurar mais as críticas se negando a por os pés nessa terra que hoje é de ninguém.

    As máscaras caíram, mas parece que os monstros não se importaram em expor suas horrendas faces e continuam nos mesmos atos sórdidos como se ainda conseguissem enganar a todos.

    Sinceramente? Estou agora como protestante evangélico apenas rezando pra que Jesus surja nos céus envolto em anjos pra fazer a Verdadeira Justiça. A Justiça Divina…

    • Não entendi o seu protesto Antonio..
      Juristas hoje fazem valer a lei a políticos melhor do que sempre a pessoas comuns, sempre um ladrão comum foi para cadeia por roubar um frango (figurativamente), só pelo disse que me disse, sem papel assinado pelo ladrão na hora de roubar o frango, ou digital dele no frango… Hoje o político é condenado com inúmeras melhores provas, fatos, argumentos etc.. e ai a culpa é dos juristas de hoje? por que essa preocupação não veio a tona antes com o povo comum que lotam as cadeias hoje.. ???
      E digo mais, político corrupto é muito pior que estuprador e ladrão que rouba dinheiro ou um bem material… afinal com essa corrupção o pais padece em segurança, educação e saúde, e somando o prejuízo que essas três áreas sofrem fazem morrem milhares de pessoas mensalmente… Só com esses três funcionais é que um país pode se dizer digno de seus políticos..
      PS. para aqueles intelectuais que vão dizer você é louco, por mais que um político roube um estuprador é pior.. etc… NÂO, não é, o que cria um estuprador é sua base, educação/família, que é desestruturada desde o primórdio graças a falta dessas três áreas, ou seja a própria corrupção além de matar por um SUS falido e instável, cria famílias desestruturadas por falta de estrutura, falta de educação e falta de segurança, e por sua vez cria a maioria dos estupradores que ai existem.. então lhe pergunto, quem é pior o estupra hoje e acaba morrendo logo nas mão do povo, da policia ou do próprio crime, ou o que cria pessoas esses estupradores através da corrupção??

  9. De fato, onde estão os Juristas, com jota maiúscula?

  10. O ABUSO DE PODER, É A PRÁTICA DESTES ATOS, A COAGIR O INDIVÍDUO, OU PROVOCAR CONSTRANGIMENTO ESTÁ NO CÓDIGO PENAL ART.. 344, PORÉM É IGNORADO, APLICANDO PRECEITOS ARCAICOS DE UM JUDICIÁRIO ULTRAPASSADO QUE SE DEFENDE ATRÁS DA TOGA, QUE TUDO, A CONTRARIEDADE É IMPOSIÇÃO AOS MÉTODOS.
    OS PAÍSES DESENVOLVIDOS ABREM PRECEDENTES PARA CORRIGIR ESTES DESVIOS DE CONTUDO JURÍDICA.