Fruet repete a saga de Osmar

Gustavo Fruet (PSDB).

O meio político paranaense está percebendo as idas e vindas do ex-deputado federal Gustavo Fruet, no PSDB, uma repetição da saga do ex-senador Osmar Dias, do PDT, na véspera das eleições 2010, quando costurava a disputa pelo governo do estado.

Reservadas algumas proporções, a indefinição Gustavo, que ora sinaliza sair do ninho tucano ora faz gestos de ficar acomodado ali mesmo, aos poucos, além de fechar-lhe as portas de partidos que poderiam agasalhá-lo, mostra similaridade com o enredo de Osmar.

Fruet escora-se na promessa do presidente da Assembleia Legislativa e do PSDB, Valdir Rossoni, que jura assegurar-lhe a legenda para concorrer à  prefeitura de Curitiba.

Gustavo acredita nas boas intenções de Rossoni, mas desconfia muito das do governador Beto Richa e da primeira-dama Fernanda. Ela chegou a dizer semana passada, em evento público, que seria candidata a vice do aliado Luciano Ducci (PSB) na reeleição, caso a legislação eleitoral permitisse.

Outras questões preocupam a caraminhola do moço. Talvez a principal seja o fato de Marcelo Richa, filho do governador, ocupar a secretaria Municipal de Esportes de Curitiba.

Até agora, Fruet não fez nenhuma crítica pública à  gestão do prefeito do PSB. Especula-se que, aos 45 do segundo tempo, o tucano acabará aceitando uma parceria com Ducci. Ou seja, a vice.

Na próxima segunda-feira (11), o ex-deputado federal e ex-candidato ao Senado será uma das estrelas no horário eleitoral tucano. Mais um gesto de que não quer briga com o grupo político dele.

As indefinições de Gustavo Fruet começaram a irritar partidos que queriam tê-lo para 2012. Entre eles o PMDB, que hoje desabafou através do presidente Waldyr Pugliesi:

O Fruet já foi suficientemente convidado. Se está vacilando é porque não quer vir!, observou o peemedebista.

Diante da lengalenga de Fruet, o PMDB de Curitiba partiu para o plano B.

O senador Roberto Requião convocou uma reunião para este sábado (9), a partir das 10 horas, com o objetivo de lançar o nome do ex-prefeito Rafael Greca para a disputa da prefeitura da capital.

Comentários encerrados.