Assédio moral na Assembleia Legislativa do Paraná

Funcionários estão 'estocados' no Plenarinho da Casa. Foto: Valterci Santos/ Gazeta do Povo.

A gestão do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), Valdir Rossoni (PSDB), criou uma nova categoria de funcionários: os “zumbis”.

Reportagem do jornal Gazeta do Povo desta segunda-feira (28) mostra que cerca de 45 servidores da Casa estão confinados numa sala à  espera de tarefas.

Renegados pela atual direção, esses funcionários ficam vagando pelo prédio para que as horas passem mais rápido.

Este blog também havia abordado este tema.

Além de configurar ato explícito de assédio moral, a direção da ALEP expõe esses servidores à  condições degradantes e insalubres.

Especialistas ouvidos pela Gazeta avaliam que a situação poderá resultar em pesadas indenizações contra o Estado.

à‰ um caso peculiar de resolução complexa. Porém, qualquer alternativa que se encontre é melhor do que a manutenção desta situação de constrangimento que afeta a dignidade dessas pessoas.!, avalia o diretor do Instituto Gamma de Assessoria a à“rgãos Públicos, André Barbi.

Comentários encerrados.