Surtado, Bolsonaro ameaça não passar a faixa para Lula [vídeo]

O presidente Jair Bolsonaro surtou na live da noite dessa quinta-feira (1º/7) ao xingar o ex-presidente Lula de “ladrão” e ameaçar de não passar a faixa presidencial, caso seja derrotado nas urnas pelo petista.

Segundo as pesquisas de opinião, Bolsonaro seria derrotado em todos os cenários já no primeiro turno pelo ex-presidente Lula. Os demais adversários seriam mais fáceis para o projeto continuísta de Bolsonaro.

“Eu aceito qualquer um que se eleja ano que vem, entrego a faixa presidencial numa boa, mas em eleições limpas”, disse o presidente, ao retomar a questão do voto impresso para evitar fraudes nas eleições.

“Teremos problemas nas eleições do ano que vem. Eu entrego a faixa para qualquer um, mas na fraude não. O Lula saiu da cadeia para fraudar a eleição. Tiraram o ladrão da cadeia para ganhar a eleição na fraude”, atacou Bolsonaro.

Leia também

“Não podemos enfrentar eleições no ano que vem com essa urna que está aí e que não é aceita em nenhum outro lugar do mundo. Com certeza a fraude (das urnas) não será apenas para presidente, mas para senadores e deputados, também”, continuou.

O presidente Jair Bolsonaro surtou mais uma vez porque ele está acuado com as acusações de corrupção na compra das vacinas, objeto de investigação na CPI da Covid, e na disparada de intenção de votos do ex-presidente Lula nas pesquisas presidenciais de 2022. Some-se a isso, neste sábado (3/7), haverá a terceira jornada nacional de manifestações pelo impeachment [#3JforaBolsonaro].

Apesar da ameaça e de falar grosso, Bolsonaro hoje é um tigre de papel. Se num passado recente ameaçou fechar o Congresso e o Supremo Tribunal Federal com um soldado e um cabo, agora ele só tem um soldado. O cabo [Dominguetti] foi abatido nessa semana pela CPI no Senado.

“A manifestação deste sábado é contra esses picaretas que ganham comissões e propinas em cima da vacinas que salvam vidas”, disse em vídeo Roberto Requião (MDB), pré-candidato ao governo do Paraná, ao se referir ao governo de Jair Bolsonaro.

Assista ao surto de Bolsonaro na live