PL oficializa Bolsonaro para enfrentar Lula, que lidera disputa em 2022

► Lula fez “tic-tac” em suas redes sociais ao publicar retuítes de que faltam apenas 70 dias para Bolsonaro perder as eleições no voto

O presidente cessante Jair Bolsonaro (PL), atrás no “marcador”, foi oficializado neste domingo (24/07) pelo Partido Liberal (PL) para enfrentar nas urnas o ex-presidente Lula (PT).

O petista lidera a disputa de 2022 em todas as pesquisas de intenção de votos e, segundo o Datafolha, Lula pode vencer no primiero turno.

A convenção do PL no Maracanãzinho, no Rio, reuniu cerca de 10 mil pessoas.

No evento, Bolsonaro disparou contra Lula e o Supremo Tribunal Federal (STF).

O presidente cessante ainda voltou a convocar protesto para o próximo dia 7 de setembro, data que se comemorará 200 anos da independência do Brasil.

Bolsonaro disse que Supremo é o povo e chamou os ministros do STF de “cegos de capa preta” para o delírio dos bolsominions.

– Nós não vamos sair do Brasil. Nós somos a maioria, somos do bem. Nós temos disposição para lutar pela nossa liberdade e nossa pátria. Convoco todos vocês agora para que todo mundo no 7 de setembro vá as ruas pela última vez. Esses poucos surdos de capa preta tem que entender a voz do povo. Tem que entender que quem faz as leis é o legislativo e o executivo. Todos tem que jogar dentro das quatro linhas da constituição – discursou o presidente.

O mandatário cessante ainda disparou contra o ex-presidente Lula associando-o aos governos de Cuba e Venezuela.

– Alguém acha que o povo cubano ou venezuelano não quer a liberdade? Querem a liberdade, mas porque chegaram a esse ponto? Escolhas erradas, somos escravos de nossas decisões – disse Bolsonaro.

Bolsonaro também xingou Lula de bandido e cachaceiro:

– De nada vale um país rico se o povo escolhe um bandido para a Presidência da República. Querem dar a presidência para um cachaceiro descondenado? – em alusão à prisão ilegal e posterior decisão do Supremo de que Lula é inocente.

– O que eu falo não é um ataque, é uma constatação – jurou Bolsonaro.

Gleisi Hoffmann, do PT, rebate Bolsonaro

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT), rebateu os ataques do presidente Jair Bolsonaro.

Pelo Twitter, ela disse que mais do que atacar o STF, Bolsonaro hoje ofendeu aos surdos e ao povo.

Segundo a dirigente petista, Bolsonaro não falou nada da vida do povo.

– O presidente não falou nada da inflação, baixa renda, fome que voltou, da comida cara.

– O que ele propôs ao povo brasileiro?! Só bravatas e ódio tentando organizar a tropa dele pq sabe que não ganha no voto – disse Gleisi.

A presidente do PT ainda criticou a enxurrada de mensagens em massa disparadas pelo governo de Bolsonaro.

– Bolsonaro driblou a lei pra fazer proselitismo político e agora contratou empresa pra disparar 2 bilhões de mensagens por telefone pra “divulgar serviços públicos”. É uso e abuso da máquina pública pra comprar voto. TSE tem de tomar providências e colocar freios nessas investidas – condenou.

Lula, por sua vez, fez “tic-tac” em suas redes sociais ao publicar retuítes de que faltam apenas 70 dias para Bolsonaro perder as eleições no voto.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.

Assistir a íntegra do discurso de Bolsonaro na conveção do PL:

Adeus, querido: PL escolhe Bolsonaro para ser derrotado por Lula em 2022