Bolsonaro desconfia que foi chifrado

► Foto de Arthur Lira com Zeca Dirceu causou perturbação no Palácio do Planalto e desconforto no PT do Paraná

O presidente cessante Jair Bolsonaro (PL) foi o último a saber que o presidente da Câmara, Artur Lira (PP-AL), esteve no início desta semana em uma festa de aniversário do deputado petista Zeca Dirceu (PT-PR).

Lira foi ao restaurante Tia Zélia, em Brasília, para comemorar os 44 anos do filho do ex-ministro José Dirceu na última terça (21/06).

Com a possibilidade cada vez mais palpável e concreta de vitória de Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro turno, segundo o Datafolha, parlamentares do Centrão começaram a estabelecer pontes com os petistas no Congresso Nacional.

Ao tomar conhecimento da foto em que Lira e Zeca Dirceu posaram abraçadinhos, Bolsonaro começou a desconfiar de que foi chifrado – ou será muito em breve.

Centrão vai colocar um pé na canoa de Bolsonaro e outro pé na canoa de Lula em 2022

Ciro Nogueira sente comichão com chegada de Lula ao Piauí; Bolsonaro teme ser chifrado pelo Centrão no Nordeste

Em tempos de novela “Pantanal”, há uma máxima segunda qual ‘chifre foi feito para homem‘ e que ‘boi usa de metido’.

Se a foto com Zeca Dirceu e Arthur Lira causou perturbação em Bolsonaro, seus filhos e nos aliados do Palácio do Planalto, mostrando o presidente da Câmara costeando o alambrado da oposição, por outro lado também gerou desconforto no PT.

Os petistas paranaenses ligaram esse fato à agenda secreta de Zeca Dirceu e seu pai, o ex-ministro José Dirceu, com o governador do estado Ratinho Junior (PSD) em novembro do ano passado.

No Paraná, o PT filiou o ex-senador Roberto Requião, que vai disputar o Palácio Iguaçu com o filho do apresentador Ratão.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.