Lava Jato comemorou derrota de Requião com “janta”

O procurador Deltan Dallagnol, ex-coordenador da força-tarefa Lava Jato, comemorou a derrota do então senador Roberto Requião (MDB-PR) com uma “janta”.

“Requião e Beto fora. Tamo comemorando aqui. Comedido kkkk. Acho q pra fora temos q ser mto cuidadosos. Mas a gente tem que fazer uma janta de comemoração”, disse Dallagnol sobre a derrota de Roberto Requião (MDB) e Beto Richa (PSDB) para o Senado, em mensagem no dia 7 de outubro de 2018.

Mais do que propor uma “janta”, Deltan Dallangol ainda relacionou as “notícias boas” para os procuradores da Lava Jato.

“Vamos relacionar as notícias boas. 1. Beto Richa fora 2. Requião fora 3. Delcidio fora 4. Filhos de Cabral e Cunha fora 5. Witzel indo pro 2º no RJ 6. Lindbergh fora 7. Dilma fora 8. Pimentel fora 9. Graziotin fora”, comemorou o ex-chefe da força-tarefa de Curitiba.

Além de minar Requião, a Lava Jato também sabotou na eleição de 2018 as candidaturas do ex-senador petista Lindbergh Faria; da ex-presidente Dilma Rousseff, candidata derrotada ao Senado por Minas naquele ano; de Fernando Pimentel, candidato derrotado ao governo de Minas; e de Vanessa Grazziotin, candidata derrotada à reeleição ao Senado pelo PCdoB.

Deltan Dallagnol arrematou comemorando a renovação pela direita no Senado.

“Se a boca de urna se confirmar, podemos estar diante de uma grande vitória do combate à corrupção no senado”. Paulo, porém, o alerta: “Delta comemore mas com pudor p não parecer q está comemorando Bolsonaro”.

O ex-senador Roberto Requião será entrevistado pelo Blog do Esmael neste sábado, dia 27, às 11 horas.

Com informações da CNN Brasil