Ex-primeira-dama do Paraná, Yvone Pimentel, morre por Covid-19; ex-governador Paulo Pimentel segue internado

Compartilhe agora

A ex-primeira-dama do Paraná Yvone Lunardelli Pimentel, aos 88 anos, morreu nesta sexta-feira (8) por complicações da Covid-19.

A mulher do ex-governador Paulo Pimentel estava internada desde o final de 2019, no Hospital Nossa Senhora das Graças, de acordo com a família.

O ex-governador, de 92 anos, também foi diagnosticado com a doença e, até esta sexta-feira, estava internado, com quadro estável.

O vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel (PSD), é neto de Yvone Pimentel. Ele divulgou a seguinte nota de pesar:

“Apesar da dor, a família está serena e confiante nos planos de Deus. Minha avó foi uma pessoa incrível, daquelas mulheres fortes e batalhadoras que com um carinho enorme conquistava a todos. Foi grande conselheira e ajudou muito meu avô Paulo Pimentel a administrar o Paraná entre os anos de 1966 e 1971. Ficam as boas memórias e o carinho enorme que conquistou.”

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), e o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), também lamentaram a partida da ex-primeira-dama.

O ex-senador e ex-governador Roberto Requião (MDB), pelo Twitter, registrou o falecimento de Yone e disse que torce pelo restabelecimento de Paulo Pimentel.

“Paulo Cruz Pimentel, grande governador do Paraná, que criou a copel, está internado com COVID. Sua mulher, dona Ivone, faleceu. Torcemos pelo restabelecimento de Paulo Pimentel, e apresentamos os nossos sentimentos à família, por dona Ivone”, disse o emedebista.