MEC revoga portaria de Weintraub sobre o fim das cotas na pós-graduação

O último ato do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, que assinou uma portaria na semana passada que acabava com incentivo a cotas para negros, indígenas e pessoas com deficiência em cursos de pós-graduação, foi revogado pelo MEC nesta terça-feira (23).

A revogação foi publicada no Diário Oficial da União, assinada pelo ministro interino da pasta, Antonio Paulo Vogel de Medeiros.

Weintraub assinou a medida no dia 18 de junho, seu último ato à frente do MEC. No dia seguinte, ele fugiu para os Estados Unidos, com medo das investigações em curso no STF.

LEIA TAMBÉM:

Polícia faz buscas atrás de esposa de Queiroz em Belo Horizonte

Chico Buarque vai acionar a Justiça contra deputado bolsonarista

Chamado de “gripezinha” por Bolsonaro, coronavírus já matou 51 mil pessoas

A medida de Weintraub foi criticada por diversos setores e também se tornou alvo do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, que um prazo de 48 horas para a Advocacia Geral da União (AGU) se manifestar sobre o tema.