Professor bolsonarista morre com suspeita de Covid-19

Publicado em 19 maio, 2020

Um professor da Universidade Federal de Alagoas morreu com suspeita de coronavírus no último sábado (16). Angelo Antônio Cavalcante Martins era professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade.

Segundo a coluna de Guilherme Amado na Época, Angelo participou de um ato a favor de uma intervenção militar e contra o isolamento social durante a pandemia.

.

LEIA TAMBÉM
Esquerda e as eleições 2020: Buscar a unidade possível

O Brasil já é o 3º país com mais casos de Coronavírus no mundo

Celso de Mello decide nesta semana se retira sigilo de reunião ministerial

.

A morte foi comunicada pela associação de docentes da universidade, que afirmou que o sepultamento foi realizado neste domingo, de “forma bastante reservada, devido à suspeita de contágio da Covid-19”.

Em 19 de abril, o professor participou de um ato em Maceió para celebrar o Dia do Exército.

Na ocasião os manifestantes pediram a volta do AI-5, criticaram o isolamento social e manifestaram apoio a Jair Bolsonaro.

.

As informações são da Época.

Loja Havan é lacrada em Marília por desobedecer medidas contra o Coronavírus


A loja de departamentos Havan, filial de Marília (SP), foi lacrada na tarde desta segunda-feira (18) por fiscais da Prefeitura do município.

De acordo com as informações da própria prefeitura, a loja estaria descumprindo um acordo na qual somente alguns setores da loja poderiam funcionar; porém, os fiscais flagraram a loja funcionando por completo.

.

A prefeitura ainda informou que, na semana passada, os fiscais atenderam uma denúncia de que a loja estaria funcionando por completo e constataram a veracidade, sendo a loja advertida.

Desta vez, como já havia sido advertida, a Havan foi lacrada por descumprir o decreto estadual.

Os funcionários, se reuniram na frente do Paço Municipal onde protestaram sobre a medida e solicitaram do poder público outras providências para que possam voltar ao trabalho.

.

Com informações do Marília Já.

O Brasil já é o 3º país com mais casos de Coronavírus no mundo

O Brasil ultrapassou o Reino Unido e tornou-se o terceiro país com mais casos da COVID-19 nesta segunda-feira (18). São 254.220 casos confirmados da doença no Brasil.

Os dados mais recentes do Ministério da Saúde apontam que 16.792 pessoas morreram por conta da pandemia, 674 nas últimas 24 horas. Outros 100.459 conseguiram se recuperar..

.

De acordo com informações da Universidade John Hopkins, o Brasil é o sexto país em que a pandemia foi mais fatal em todo o mundo. Estados Unidos (90.194), Reino Unido (34.876), Itália (32.007), França (28.242) e Espanha (27.709) registraram mais óbitos.

Em todo o mundo, a pandemia já infectou mais de 4,7 milhões de pessoas e causou 317.566 mortes.

Com informações do Sputnik.

Brasil tem 16.792 óbitos e 254.220 casos confirmados de Coronavírus em 18/05

.

Balanço divulgado pelo ministério da Saúde no início da noite desta segunda-feira (18) aponta que a pandemia de Coronavírus continua avançando no Brasil.

Os principais números divulgados foram:

  • 16.792 óbitos (6,6% do total de casos);
  • 2.277 óbitos em investigação;
  • 254.220 diagnosticados com COVID-19;
  • 136.969 em acompanhamento (53,9%);
  • 100.459 recuperados (39,5%).

A seguir a tabela da situação da pandemia por estados:

.

O anúncio foi feito durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto nesta tarde. O vídeo completo está abaixo:

.

As informações são do ministério da Saúde.

São Paulo terá ‘mega feriadão’ de cinco dias para aumentar isolamento social

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou em sessão plenária virtual, realizada nesta segunda-feira (18), o projeto de lei enviado pelo executivo que prevê a antecipação dos dois últimos feriados municipais de 2020 (Corpus Christi e Consciência Negra) para aumentar o índice de isolamento social na capital, que atravessa uma fase de expansão da pandemia do novo coronavírus.

Com a aprovação do projeto pelo parlamento municipal, os feriados paulistanos passam para a quarta (20) e a quinta-feira (21). Haverá ponto facultativo na sexta-feira (22).

.

O governador João Doria (PSDB) também encaminhou à Assembleia Legislativa de São Paulo um projeto de lei para a antecipação do feriado do dia 9 de Julho (Dia da Revolução Constitucionalista de 1932) para o dia 25 de maio.

LEIA TAMBÉM
TRF-3 rejeita denúncia da Lava Jato contra Lula e Frei Chico por unanimidade

Inep admite adiar o Enem; estudantes esperam decisão com ansiedade

.

Entidades da sociedade civil alertam para o ‘genocídio de pobres’ durante a pandemia

“É mais uma forma que a prefeitura e o governoe estadual encontraram para ampliar o isolamento e não deixar que todo mundo fique doente ao mesmo tempo”, declarou o prefeito Bruno Covas (PSDB), durante uma entrevista coletiva das autoridades paulistas.