Coronavírus: Witzel demite secretário de Saúde do Rio após denúncias de fraudes

Publicado em 17 maio, 2020

O secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, foi exonerado do cargo pelo governador Wilson Witzel na manhã deste domingo (17) após denúncias de fraudes na licitação para a compra de respiradores. A informação é da GloboNews.

No início de maio, o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e a Polícia Civil do Estado prenderam o ex-subsecretário estadual de Saúde, Grabriell Neces e mais três pessoas: Gustavo Borges da Silva e Aurino Batista de Souza Filho e Cinthya Silva Neumann.

LEIA TAMBÉM:

Brasil ultrapassou as 16 mil mortes por Coronavírus neste domingo 17/05

Bolsonaro sabota nossos esforços contra a pandemia, diz Flávio Dino

Sistema de saúde em São Paulo pode entrar em colapso em 15 dias

O grupo é acusado de superfaturar a compra emergencial dos respiradores usados para tratamento da doença causada pelo novo coronavírus no Rio de Janeiro — o que provocou desgaste na gestão de Edmar Santos à frente da pasta.