Coronavírus é para “fracos”: Brasil tem 60 mil casos de dengue notificados em 2020

Publicado em 14 fevereiro, 2020
Compartilhe agora!

Doença de pobre, dengue soma 60 mil notificações, mas perde espaço na mídia para o coronavírus, que não tem nenhum caso no Brasil.
O coronavírus põe mais medo porque ele é mais famoso, mas o problema real no Brasil é a dengue. Já são mais de 60 mil casos de dengue notificados em 2020.

Foram 13 mortes registradas somente no Paraná, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SESA).

Oficialmente, o Ministério da Saúde recebeu a notificação de 57.485 casos de dengue até 25 de janeiro último, mas, estima-se, os números já defasaram em virtude do avanço do mês de fevereiro, do verão e do período chuvoso sobretudo nas regiões Sul e Sudeste do País.

A título de comparação, o Brasil não tem nenhum caso de coronavírus confirmado desde que a epidemia foi anunciada na China. Possui, no entanto, seis suspeitas que estão sendo investigadas por médicos brasileiros.

LEIA TAMBÉM
Messias desvenda fala de Paulo Guedes sobre empregadas domésticas; confira

Infantilizado, Bolsonaro ‘extingue’ o 13, do PT, e diz 12 + 1 de fevereiro

“Moro de saias” é notificada sobre processo de perda de mandato

O surto de dengue é mais sério no Brasil que o coronavírus, apesar deste merecer mais “publicidade” na mídia nacional.

Especialistas dizem que o surto de dengue, que já é uma epidemia, pode se agravar ainda mais no mês de abril quando as chuvas ficam mais intensas.

A falta de saneamento básico coloca os pobres como alvos preferenciais do mosquito do aedes aegypti, que, além da dengue, transmite zika, febre amarela e chikungunya. Eles preferem as temperaturas próximas aos 25 graus.

Os menos abastados são as vítimas principais do mosquito “neoliberal” porque dificilmente haverá um transmissor dessas doenças na Avenida Paulista, em São Paulo, ou no bairro do Batel, em Curitiba, conhecidos endereços dos mais ricos nas duas cidades que não têm esgoto a céu aberto ou entulhos, lixos sem coleta.

Compartilhe agora!