‘Efeito Flamengo’ ameaça projeto eleitoral de Marcelo Freixo em 2020

Publicado em 17 dezembro, 2019


O flamenguista militante Marcelo Freixo (PSOL-RJ) pode ser atingido politicamente pelo chamado “efeito Flamengo”. O ex-presidente do Flamengo de 2013 a 2018, Eduardo Bandeira de Mello, filiado à Rede Sustentabilidade, tem sido estimulado a se candidatar pelo partido para disputar a prefeitura do Rio, aproveitando o bom momento do clube rubro-negro no futebol.

Bandeira baterá o martelo sobre a candidatura após voltar do Qatar, onde acompanha a participação do Flamengo no Campeonato Mundial de Clubes. A Rede se animou com o desempenho de Bandeira nas últimas pesquisas.

“Tivemos conversas com Freixo, como conversamos também com PDT, PSB e PV. Mas a intenção agora é lançar o Bandeira. Pode haver aliança, desde que ele seja o candidato”, afirmou o porta-voz nacional do partido, Pedro Ivo Batista.

Freixo mantém conversas com os partidos de esquerda e centro-esquerda para a montagem de seu palanque eleitoral. O grande desafio de Freixo é conquistar o eleitorado popular do Rio, concentrado nas zona oeste e zona norte da cidade, regiões onde o PSOL ainda tem pouca penetração.

LEIA TAMBÉM:

Freixo sobre apoio do PT: “Já está dado”

O candidato do PSOL também tem investido na aproximação com Lula e o PT no Rio, de olho nessa fatia do eleitorado mais pobre e menos escolarizada. A chapa Freixo e Benedita da Silva é uma alternativa que anima amplos setores da esquerda carioca.

“Lula poderá nos ajudar a crescer no eleitorado que recebe até dois salários mínimos. É esta aliança que nos fará sair da nossa bolha”, tem dito Marcelo Freixo a diversos interlocutores.

Enquanto torce para novas glórias do Flamengo, Freixo teme o avanço de Bandeira de Mello (Rede) surfando nas asas de um “Urubu” campeão mundial.

*Com informações de O Globo