Por Esmael Morais

Na Vigília, juízes e desembargadores entregam carta por Lula livre

Publicado em 08/08/2019


Representantes da Associação de Juízes para Democracia (AJD) em visita a Vigília Lula Livre, na tarde desta quinta-feira (8), entregaram uma carta em defesa da liberdade de Lula e da democracia no país. “Não é possível calar diante da exceção e do autoritarismo que, a cada dia, agrava-se mais em nosso país. Não é possível silenciar diante de prisões arbitrárias”, diz o documento.

Ao entregar a carta, a presidenta da AJD, juíza Valdete Souto Severo, leu trecho do documento que destaca as provas de que Lula é um preso político. “A velocidade dos julgamentos, o uso indiscriminado de premiações para obter ou criar provas, vazamentos a imprensa em época eleitoral, as relações espúrias e indecentes entre Ministério Público e Poder Judiciário – que foram evidenciadas em reportagens recentes”, cita a carta.

Escritores Raduan Nassar e Fernando Morais relatam visita a Lula; assista

“Até a existência de procedimentos judiciais que são viciados desde sua origem e de condutas práticas com objetivo deliberado de condenar, interferir no processo eleitoral e obter benefícios pessoas”, ressalta também o documento.

O trecho lido por Severo afirma ainda que as consequências da ruptura democrática que está em curso no Brasil desde 2016 com o impeachment contra Dilma atingem a todos os cidadãos brasileiros e gerações futuras. Por isso “não é possível calar diante da exceção e do autoritarismo que, a cada dia, agrava-se mais em nosso país. Não é possível silenciar diante de investigações e prisões arbitrárias”, destaca o documento.

A carta será entregue ao ex-presidente Lula pelo jornalista Fernando Morais.