Manifestação em Londres defende a Amazônia e pede ‘fora, Bolsonaro’

Compartilhe agora!

Em Londres, nesta sexta-feira (23), centenas de pessoas se manifestaram diante da embaixada do Brasil em Londres, iniciando uma série de protestos convocados em vários países a favor dos “pulmões em chamas” do planeta. As palavras de ordem em “defesa da Amazônia” e “Fora Bolsonaro” deram o tom da manifestação.

“Parem com a destruição agora” e “Salvem nosso planeta” eram outras faixas exibidas pelos manifestantes, principalmente jovens, muitos acompanhados de seus filhos e de seus pets.

“Vimos as imagens horríveis (da floresta em chamas) e queremos fazer algo em solidariedade para com o povo do Brasil. Também temos filhos e gostaríamos que crescessem num mundo que tem seus pulmões”, declarou à AFP Luisa Brown, professora de inglês de 36 anos.

“Estou muito preocupada com a mudança climática, mas especialmente pelo impacto do agronegócio”, afirmou Lucy Brown, de 41 anos, enquanto seus dois filhos, de 2 e 4 anos, corriam ao seu redor.

As duas são membros da Extinction Rebellion, o movimento de desobediência civil criado no final de 2018 para lutar contra a falta de ação diante da mudança climática.

“É verdade que preferem hambúrguer a oxigênio?”, questiona o cartaz exibido por outro manifestante.

“É o Donald Trump brasileiro, tudo que interessa a ele é o lucro, o dinheiro”, protesta Graham Cox, de 57.

Ele conta que se uniu ao Extinction Rebellion, porque, em 35 anos de ativismo ambiental, assinou todas as petições “e não viu nada mudar”.

Protestos similares estão previstos em Madri, Berlim e Turim, nesta sexta, e em outras cidades europeias, na segunda-feira (26).

*Com informações da France Press

Compartilhe agora!