PR: Greve Geral com adesão de mais de 60 categorias de trabalhadores

Publicado em 13 junho, 2019


Levantamento das centrais sindicais no estado do Paraná confirmam nesta quinta-feira (13) a participação na greve de geral de mais  60 categorias de trabalhadores, entre elas estão metalúrgicos de Curitiba e Região Metropolitana, petroleiros, setor da Educação estadual, serviço público estadual e federal, bancários, servidores municipais, professores e técnicos das universidades federais e estaduais, entre outras. O ato central da Greve Geral em Curitiba será na Praça Santos Andrade a partir das 14h e no fim da tarde uma passeata será realizada até a Boca Maldita.

Nesta quinta-feira (13), várias categorias ainda farão assembleias para decidir participação na greve que tem como eixos centrais a defesa da aposentadoria, contra os cortes sociais do governo Bolsonaro, principalmente na Educação, e por políticas de geração de empregos. Os dirigentes sindicais esperam ainda a adesão ao movimento dos motoristas e cobradores de Curitiba.

A UPES (secundaristas), UPE (estudantes do ensino superior) e coletivos estudantis da UFPR convocam também para a concentração das 14h nas escadarias do prédio histórico da UFPR (Praça Santos Andrade).

Atos e concentrações acontecerão em diversas cidades do interior do Paraná: Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Guarapuava, Cascavel, Francisco Beltrão, Umuarama, Toledo, Foz do Iguaçu, entre outras.

Confira a lista das categorias do Estado do Paraná que já aprovaram a greve do dia 14. Outras categorias ainda irão definir a participação na greve nesta quinta (13).

APMP – professores municipais de Piraquara, Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, APP- SINDICATO (professores  e funcionários da rede estadual de ensino público), SISMAC (docentes e pedagogas das escolas municipais de Curitiba), SISMUC (funcionários de escolas municipais e do quadro geral), SIFAR ( quadro geral dos servidores (as) de Araucária), SISMMAR (Magistério Araucária), APUFPR (Docentes UFPR), SINDTEST  (Trabalhadores em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior no Estado do Paraná, Hospital de Clínicas, técnicos administrativos da UNILA, UFPR, UTFPR),  SINDEDUTEC (Sindicato dos Trabalhadores da Educação Básica Técnica e Tecnológica do Estado do Paraná – IFPR Pitanga), servidores públicos de São José dos Pinhais, Sintrafucarb (trabalhadores da alimentação e fumo), SIEMACO ( trabalhadores do asseio e conservação), Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e Região,  SINDIPETRO (petroleiros), SINJUTRA (servidores da Justiça Federal e do Trabalho).

Além dessas categorias, as entidades que integram o Fórum Estadual das Entidades Sindicais (FES) participarão da Greve Geral contra a reforma da Previdência e em defesa da data-base para o funcionalismo estadual. Essas categorias – professores e técnicos das universidades estaduais, agentes da Polícia Civil, APRA (Polícia Militar), Sipol (investigadores de Polícia) agentes penitenciários, funcionários do DER, peritos, funcionários do Ministério Público Estadual e SINDSEAB (agricultura e meio ambiente), entre outras, farão uma concentração às 11 horas no Centro Cívico e depois se juntarão a concentração na Praça Santos Andrade.

*Com informações do Comitê Unificado e centrais sindicais