Por Esmael Morais

Flávio Dino pode encarnar a fórmula de Lula e Ciro?

Publicado em 19/05/2019

A lebre foi levantada neste domingo (19) pelo jornalista Ricardo Cappelli, sem mencionar diretamente o nome do governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), mas, implicitamente, jogou a jaca ao comentar o anúncio de Cristina Kirchner a vice na Argentina:

“Lula e Ciro devem um gesto do tamanho do de Cristina à nação. Deveriam se encontrar, encerrar as desavenças e dizer claramente que não são candidatos, que não é o momento de discutir nomes e sim de aglutinar os mais amplos setores na defesa do Brasil”, escreveu hoje o articulista no Blog do Esmael.

Cappelli foi um entusiasta na eleição 2018 do acordo Lula-Ciro ou Ciro-Hadddad, assim que o ex-presidente ficou inabilitado com a prisão política. Agora o jornalista defende abrir mais o leque para a disputa de 2022.

LEIA TAMBÉM
Lula Livre para consertar a balbúrdia de Bolsonaro

“Esta seria a base da Frente Democrática. Formaria um polo capaz de unir a esquerda e atrair partidos de centro, partes do PSDB e liberais democráticos contra a marcha fascista”, raciocina Cappelli, ao pedir um gesto de grandeza de Lula e Ciro — a exemplo do de Cristina.

Ricardo Cappelli fez questão de transcrever trecho do discurso da ex-presidenta e senadora Cristina Kirchner, líder em todas as pesquisas de opinião: “Nós, líderes, devemos deixar a vaidade de lado, e eu estou disposta a ajudar a partir de um lugar onde possa ser mais útil.”

“Que o gesto de Cristina Kirchner sirva de lição”, suspira o jornalista.

A questão é: Flávio Dino pode ser a fórmula de Lula e Ciro? A conferir.