Não há hipótese de participarmos de bloco com o PSL, diz líder do PT

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), em entrevista à rádio CBN nesta segunda-feira (14), afirmou que não há hipótese de o PT participar de qualquer bloco do qual participe o PSL.

LEIA TAMBÉM:
Gleisi Hoffmann anuncia que virou Youtuber

Segundo Pimenta, o PSL já disse mais de uma vez que sua intenção é participar do bloco para facilitar a tramitação de matérias do governo.

“Então, estamos em polos opostos do ponto de vista dos interesses e da visão acerca da independência do poder legislativo nesse processo”, afirmou.

O deputado defendeu a autonomia do Legislativo e a independência do poder Executivo, assim como a garantia das prerrogativas parlamentares.

“Nossa posição se sustenta no objetivo de constituir um bloco com partidos do campo democrático e popular, que envolve o PSB, o PDT, o PCdoB e o PSOL, e que tem além deste compromisso democrático, alguns objetivos: a manutenção da independência do poder legislativo, a autonomia, a não-subordinação aos interesses do governo. É fundamental que a Câmara tenha garantida de maneira plena as prerrogativas da nossa atuação”, disse o Líder do PT.

Pimenta declarou que há avanços para viabilizar o bloco, que pode chegar a mais de 140 parlamentares.

De acordo com o deputado petista, no dia 30 de janeiro deverá ocorrer a reunião de toda a bancada de deputados do PT na Câmara dos Deputados, quando será definida a posição do partido para a votação da presidência da casa.

“Tradicionalmente os partidos decidem os votos das eleições com as bancadas às vésperas das eleições. Hoje vou conversar com o Marcelo Freixo (Psol), temos intensificado o debate com os partidos mais próximos da nossa visão. Estamos tranquilos para esse debate”, disse Pimenta.

“Não estaremos de maneira alguma e nunca cogitamos compor bloco com a participação do PSL. O PSL representa o não-diálogo, a não construção da democracia, o desrespeito às prerrogativas do poder legislativo, e evidentemente que estamos em um polo distinto desse”, concluiu o parlamentar.

Com informações da Agência PT