Paraná Pesquisas jura que 70,8% dos brasileiros aprovam saída de médicos cubanos

O instituto Paraná Pesquisas, o preferido do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), jura que 70,8% dos brasileiros aprovam o fim do programa Mais Médicos e a saída dos profissionais cubanos.

A sondagem garante que apenas 24,8% discordam da saída dos médicos cubanos, como determinou Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM
Obrador negocia com Cuba implantação do ‘Mais Médicos’ no México

De acordo com o levantamento divulgado nesta segunda-feira (3), 56,7% percebem os profissionais brasileiros mais preparados que os cubanos.

A Paraná Pesquisas quis saber ainda de quem é a culpa da saída dos cubanos.

Para 54,7%, a culpa é do governo cubano; 27,6% põem o fim do Mais Médicos na conta de Bolsonaro; e 10,9% acreditam que o culpado pela saída dos médicos cubanos é de Michel Temer.

LEIA TAMBÉM
Cidade do Paraná que deu 74% dos votos a Bolsonaro perde 75% dos médicos

Em contraste com a realidade, 63,6% dos entrevistados apostam que as vagas deixadas pelos cubanos serão preenchidas por médicos brasileiros, 19,5% creem que serão preenchidas parcialmente e 13,3% dizem que não serão preenchidas.

A Paraná Pesquisas afirma que ouviu 2.138 brasileiros em 172 municípios de 26 Estados e Distrito Federal. O levantamento foi realizado entre os dias 23 e 26 de outubro. A margem de erro é de 2%.

Comentários encerrados.