Gleisi exige respeito de Ciro

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, em nota, exigiu respeito do presidenciável Ciro Gomes (PDT).

O pedetista disse ao Estadão que o PT não seria uma estrutura “odienta” e por isso não apoiaria mais o partido.

Gleisi vê contradição no discurso de Ciro que afirmou ter capacidade de diálogo. “Esperamos estar incluídos na ampla capacidade de diálogo que você afirmou ter para pacificar o Brasil”, ironizou a petista para então fulminar: “De nossa parte você estará.”

Para o PT, Ciro Gomes tenta a última cartada para atrair eleitores de centro para a eleição de 7 de outubro.

Leia a íntegra da nota do PT:

Gleisi Hoffmann: “O PT tem história e merece respeito!”

O PT nasceu do sonho de homens e mulheres que lutam e acreditam que podem mudar a realidade de injustiças e indiferenças.

Nasceu da solidariedade entre trabalhadores e trabalhadoras de diversos níveis sociais, operários, professores, profissionais liberais, intelectuais.

Nasceu em comunhão com os movimentos sociais do campo e da cidade, com os sindicatos, com as comunidades de base. O PT tem uma história sólida de luta e em defesa da classe trabalhadora e do povo brasileiro! É o maior partido progressista e popular do Brasil e o de maior preferência do eleitorado!

Por ter sempre se posicionado e defendido os direitos dos mais pobres, o PT é combatido por aqueles que não aceitam a justiça social.

Não Ciro, o PT não é uma estrutura odienta! Muito pelo contrário! O PT é vítima do preconceito e do ódio da elite atrasada do país e de seu sistema de disseminação de ideias e notícias.

Entendemos o calor da disputa eleitoral. Mas ter estratégia política e disputar as eleições é um direito, mais que isso, um dever que temos. E o fazemos sempre na expectativa de vitória.

Esperamos estar incluídos na ampla capacidade de diálogo que você afirmou ter para pacificar o Brasil. De nossa parte você estará.

Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT

Comentários encerrados.