Na contramão de Curitiba, Araucária cria tarifa domingueira gratuita nos ônibus

A Prefeitura de Araucária, região metropolitana de Curitiba, anunciou a tarifa domingueira ‘zero’ nos ônibus de transporte público municipal. A decisão vai na contramão da capital que, no início de fevereiro, o prefeito Rafael Greca (PMN) acabou com a domingueira de R$ 2,50.

A tarifa do ônibus em Araucária é o mesmo praticado em Curitiba, qual seja R$ 4,25.

“Teremos tarifa grátis aos domingos para o Triar e também para quem quer fazer a integração com Curitiba”, declarou o prefeito a vizinha Araucária Hissam Hussein Dehaini (PPS).

Para oferecer o “omelete” aos araucarianos, evidentemente, Hissam teve de quebrar os “ovos”, isto é, enfrentar a “máfia do transporte” na cidade e romper contrato com empresa de ônibus. Somente numa linha, segundo o prefeito, foi economizado R$ 1 milhão por mês.

Fruto desse rearranjo no transporte público, no início de agosto, também de forma inédita, Araucária deu outro bom exemplo ao país implantando o passe escolar livre para todos os estudantes regularmente matriculados na cidade.

“Estamos empenhados no parto de uma ‘Nova Araucária’, voltada ao povo que realmente precisa de governo”, afirma Hissam, fazendo um trocadilho com os primeiros 9 meses de gestão.

Pelo programa da Prefeitura de Araucária, o aluno que tiver menos de 75% de frequência nas aulas, durante o trimestre (com exceção das faltas justificadas nos termos da legislação educacional) pode perder o passe livre.

O vereador curitibano Goura Nataraj (PDT) disse esta semana que o passe escolar na capital é uma “falácia”, pois o benefício atende apenas 16 mil estudantes num universo de 260 mil estudantes. Ele vai apresentar um projeto na Câmara Municipal de Curitiba calcado na exitosa experiência de Araucária, dentre outros municípios do país.

O município de Araucária, a 27 km de Curitiba, tem 140 mil habitantes. Tem o terceiro maior orçamento do Paraná (perde apenas para Curitiba e São José dos Pinhais). Possui cerca de 90 mil eleitores.

Comentários encerrados.