Advogado renuncia à defesa de Temer

Que a situação de Michel Temer é indefensável todos nós já sabemos, embora ele tenha o direito ao contraditório. Mas o que chamou a atenção hoje (22) foi a renúncia do Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, que representava o peemedebista.

A decisão da renúncia coincidiu com a chegada na Câmara da segunda denúncia por obstrução à justiça e organização criminosa contra Temer.

Foi Mariz quem conduziu a defesa de Temer na primeira denúncia feita pela PGR e rejeitada pelo Congresso em 2 de agosto deste ano.

O afastamento do advogado deve-se ao fato de ele ter defendido no passado o doleiro Lúcio Funaro, um dos delatores citados na nova denúncia, o que configuraria conflito ético. Mariz continuará trabalhando para o presidente em outros casos.

A segunda denúncia contra Temer chegou à Câmara dos Deputados nesta sexta-feira (22), depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter rejeitado pedido da defesa do presidente para interromper a tramitação. Antes mesmo da decisão do STF, Mariz já havia comunicado a Temer que deixaria de defendê-lo caso a denúncia prosseguisse.

Funaro e Cunha estão presos

Funaro foi preso em julho de 2016 no âmbito da Operação Sépsis, que investiga desvios do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) em esquema comandado pelo ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que também está preso.

O doleiro fez várias acusações ao presidente, que foram usadas pelo ex-procurador-geral Rodrigo Janot para elaborar a tese de organização criminosa e obstrução de justiça que sustenta a atual denúncia contra Temer.

Mariz trabalhou para Funaro até a sua prisão, mas deixou o caso quando ele decidiu fazer delação premiada, recurso que o advogado reprova.

Com informações da Agência Brasil

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. É outro foco, são outras acusações, outro direcionamento … vai entrar quem é mais afinado sobre os temas … pra quem entende um mínimo de processo nada mais que normal …

  2. Defender o presidente golpista era fácil quando o adversário era o Joesley Batista. Mas como continuar defendendo o presidente golpista se o delator era, até dias atrás, seu cliente? Ninguém conhece melhor Temer do que seu ex-advogado. Para alguns advogados, aceitar ou manter causas exige um limite. Para o doutor Mariz, certamente a causa do Temer está além desse limite. Ele sabe muito bem quem é a peça!

  3. Esse blog do Esmael é uma piada mesmos. Ele só desse o pau nos contra os Pt. Porque não cretica os adevogados de Lula que fica defendeno bandido?

  4. CONFESSO QUE ME NÃO SABIA COMO UM ADVOGADO BRILHANTE COMO O ADVOGADO ANTONIO CLÁUDIO MARIZ, PEGOU ESTE RABO DE FOGUETE EM DEFENDER UM MARGINAL DESCLASSIFICADO COMO ESTE LADRAVAM CONDE DRÁCULA!

  5. Chega um momento que ninguém quer defender o que é indefensável. Todos pulando fora do barco.

  6. Ainda que esse senhor causídico, já foi por inúmeras vezes, apresentado pela Mídia a defender Causas que para o Homem Comum de Rua são deverás questionáveis……………….., mas talvez nesse momento, até por interesse de imagem…………….., e/ou sobrevivência profissional e política…………………, avaliou que É DEMAIS………………….., continuar a defender o Vampiro…………….!!!!!