Por Esmael Morais

Curitiba revive clima das ‘Diretas Já’ após 33 anos

Publicado em 07/05/2017

Em 12 de janeiro de 1984, Curitiba também sediou o primeiro de uma série de comícios pelas ‘Diretas Já’ em todo o país. A mesma Boca Maldita acolheu, naquela época, cerca de 30 mil almas em defesa da democracia e pelo fim do regime militar.

O evento plural e suprapartidário previsto esta semana, na programação da Frente Brasil Popular, reunirá no mesmo palanque personalidades do Paraná e do Brasil em torno de uma única bandeira: a volta da democracia, a possibilidade de o povo escolher o presidente da República pelo voto direto.

O relançamento da campanha pelas ‘Diretas Já’ será embalado por um público estimado de 50 mil pessoas que acompanharão, in loco, na capital paranaense, o interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro.

Por ironia da história, o comício das ‘Direitas Já’ desta quarta-feira só será possível “graças” ao juiz Sérgio Moro. Se ele não tivesse feito essa pirotecnia do depoimento muito provavelmente não haveria esse público previsto para daqui a três dias.