Sérgio machado “se esqueceu” de R$ 1 milhão da JBS para o tucano Beto Richa

beto_Richa_JBS_delacao_sergio_machadoDe acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, o governador Beto Richa (PSDB) recebeu R$ 1 milhão da JBS — o frigorífico Friboi — na campanha pela reeleição em 2014. Mas, ao que parece, o delator Sérgio Machado (PSDB) “se esqueceu” de relatar essa doação para o tucano.

O valor da doação da JBS consta na prestação conta oficial de Richa no TSE.

Entretanto, Machado envolveu o senador Roberto Requião (PMDB-PR) em sua lista — assim como envolveu a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) –, que teria recebido R$ 2,4 milhões na campanha ao governo em 2014.

Tanto Jandira quanto Requião são incansáveis combatentes contra o golpe de Estado, que alçou provisoriamente ao poder o interino Michel Temer (PMDB).

O advogado Luiz Fernando Delazari, em entrevista ao Blog do Esmael, explicou que os repasses foram realizados dentro da lei, articulados pelo diretório nacional do PMDB.

“O próprio Machado não disse que as doações foram irregulares. Na nossa campanha, tudo foi declarado ao TSE e não há nenhuma irregularidade”, completou.

Portanto, presume-se, há uma tentativa de calar as vozes de Requião e Jandira na luta contra o golpe e o interino Temer.

A deputado diz que processará Machado porque, segundo ela, todas as doações para sua campanha ocorreram dentro da legalidade.

O senador Requião, por sua vez, entendendo que se trata de uma guerra política, preferiu abrir fogo contra a política de direita e neoliberal de Michel Temer. No entanto, isto é assunto para outro post.

Comentários encerrados.