Por Esmael Morais

Richa faz mea culpa da falta de obras: “Não fiz tudo que queria”

Publicado em 06/08/2014

Governador Beto Richa, em visita ao Norte Pioneiro, nesta quarta (6), fez mea culpa da pouca realização na gestão que se finda; "Não fiz tudo que queria para o Norte Pioneiro", reconheceu, mas fez autoelogio no quesito pluralidade; Isso revela que nosso governo não discrimina ninguém, é uma gestão municipalista, voltada à  melhoria da vida das pessoas"; entretanto, tucano não comentou nada sobre a prisão do prefeito de São Jerônimo da Serra, Adir dos Santos Leite, correligionário no PSDB e coordenador de sua campanha na região Norte.

Governador Beto Richa, em visita ao Norte Pioneiro, nesta quarta (6), fez mea culpa da pouca realização na gestão que se finda; “Não fiz tudo que queria para o Norte Pioneiro”, reconheceu, mas fez autoelogio no quesito pluralidade; Isso revela que nosso governo não discrimina ninguém, é uma gestão municipalista, voltada à  melhoria da vida das pessoas”; entretanto, tucano não comentou nada sobre a prisão do prefeito de São Jerônimo da Serra, Adir dos Santos Leite, correligionário no PSDB e coordenador de sua campanha na região Norte.

O governador Beto Richa (PSDB), candidato à  reeleição, nesta quarta-feira (6), fez um mea culpa na reta final de seu mandato. Restando apenas quatro meses de gestão, o tucano reconheceu que não fez “tudo que queria” para a região Norte Pioneiro.

“Não fiz tudo que queria para o Norte Pioneiro, mas conseguimos um avanço significativo, como a abertura da UTI Neonatal em Santo Antonio da Platina, a construção e reforma de UBS, melhorias nas estradas rurais, entrega de novas viaturas e ambulâncias, entre outros!, disse.

O governador afirmou que recebeu apoios no município de Siqueira Campos, também no Norte Pioneiro, mas não declinou os nomes das lideranças.

Isso revela que nosso governo não discrimina ninguém, é uma gestão municipalista, voltada à  melhoria da vida das pessoas. O fato de todos estarem unidos, apoiando minha reeleição demonstra que fizemos um governo para todos, pensando na população”, analisou Beto Richa.

Entretanto, o governador não comentou a prisão de seu correligionário de PSDB e coordenador de sua campanha na região Norte, o prefeito de São Jerônimo da Serra, Adir dos Santos Leite, investigado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) por formação de peculato, corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro, fraude a licitação e organização criminosa (clique aqui).