PMDB proíbe coligação com PSDB e garante candidatura própria no Tocantins; jurisprudência será usada no Paraná

Bancada estadual do PMDB, como já antecipado pelo Blog do Esmael, não conseguirá entregar a Beto Richa a tão prometida coligação com o PSDB; executiva nacional do partido, nesta quarta (18), decidiu proibir coligação com tucanos no estado do Tocantins e garantiu candidatura própria do partido; direção nacional da sigla também decidiu criar uma comissão para garantir, na sexta (20), a candidatura própria de Requião no Paraná.

Bancada estadual do PMDB, como já antecipado pelo Blog do Esmael, não conseguirá entregar a Beto Richa a tão prometida coligação com o PSDB; executiva nacional do partido, nesta quarta (18), decidiu proibir coligação com tucanos no estado do Tocantins e garantiu candidatura própria do partido; direção nacional da sigla também decidiu criar uma comissão para garantir, na sexta (20), a candidatura própria de Requião no Paraná.

A executiva nacional do PMDB, na manhã desta quarta-feira (18), por unanimidade, aprovou intervenção no diretório estadual do Tocantins proibindo coligação com o PSDB e garantindo candidatura própria naquele estado.

Na mesma reunião peemedebista, foi criada uma comissão nacional liderada pelo deputado federal Mauro Mariani (SC) e pelo ex-senador mineiro Wellington Salgado. Eles vêm ao Paraná, nesta sexta-feira (20), para garantir o instituto da candidatura própria do senador Roberto Requião ao governo do Paraná.

Como se vê, o governador Beto Richa (PSDB) e a bancada estadual do PMDB perderam essa batalha para Requião. Segue o baile.

Em breve mais informações.

Comentários encerrados.