PT de Gleisi deverá negar ao PDT vaga ao Senado, mas estuda ceder a vice

Senadora Gleisi Hoffmann deverá ser confirmada, oficialmente, como candidata ao governo do Paraná no próximo sábado (31); entretanto, escolha do vice e do senador na chapa será delegada à  executiva do PT; tendência é que Dr. Rosinha seja indicado ao Senado e o médico e ex-deputado Haroldo Ferreira, pelo PDT, seja o vice da petista; chapa completa mesmo só no final da Copa, ou seja, dia 30 de junho, prazo fatal para celebração das coligações partidárias.

Senadora Gleisi Hoffmann deverá ser confirmada, oficialmente, como candidata ao governo do Paraná no próximo sábado (31); entretanto, escolha do vice e do senador na chapa será delegada à  executiva do PT; tendência é que Dr. Rosinha seja indicado ao Senado e o médico e ex-deputado Haroldo Ferreira, pelo PDT, seja o vice da petista; chapa completa mesmo só no final da Copa, ou seja, dia 30 de junho, prazo fatal para celebração das coligações partidárias.

No próximo dia 31 de maio, em Curitiba, o PT realiza encontro estadual com cerca de mil militantes para formalizar a candidatura da senadora Gleisi Hoffmann ao Palácio Iguaçu. Vencida essa etapa, as tarefas de celebrar coligações e formar as chapas proporcionais serão delegadas à  executiva do partido.

No começo deste mês, o aliado PDT anunciou desistência da vice na chapa de Gleisi e pleiteou a única vaga para concorrer ao Senado. Na oportunidade, os pedetistas apresentaram três nomes: vereador curitibano Jorge Bernardi, o deputado estadual André Bueno e o ex-deputado Léo de Almeida Neves.

Nas hostes petistas fala-se abertamente que as três opções oferecidas pelo aliado são “fracas” demais. Diante disso, no PT, surgiram dois novos ao Senado: deputado Dr. Rosinha e o advogado Cláudio Ribeiro.

Para sacramentar a aliança, o PT deverá destinar a vice para o PDT. Um dos nomes mais lembrados para a peleja é do médico Haroldo Ferreira, ex-deputado federal, que nas eleições de 1994 já disputou o cargo na chapa encabeçada pelo petista Jorge Samek. Ferreira é o presidente estadual do PDT.

Como eu disse no início deste texto, no encontro da semana que vem os petistas vão delegar à  executiva essa tarefa de formatação da chapa liderada por Gleisi. Muito provavelmente, as negociações acerca da vice e do Senado vão avançar para o mês inteiro de junho durante os jogos da Copa.

Comentários encerrados.