Requião denuncia volta do “espírito quadrilheiro” no governo Richa

Publicado em 21 fevereiro, 2014
Compartilhe agora!

 Senador Roberto Requião, pelo Twitter, condenou nesta sexta a privatização total da Sanepar; segundo o peemedebista, o "espírito quadrilheiro" está de volta ao governo de Richa; operação de transferência das ações está sendo feita pelos bancos Bradesco, Itaú e JP Morgan; objetivo do tucano é arrecadar R$ 1 bilhão para reforçar o combalido caixa do governo estadual; como sempre, usuários pagarão a conta dessa liquidação do patrimônio com reajustes e mais reajustes nas tarifas de água.

Senador Roberto Requião, pelo Twitter, condenou nesta sexta a privatização total da Sanepar; segundo o peemedebista, o “espírito quadrilheiro” está de volta ao governo de Richa; operação de transferência das ações está sendo feita pelos bancos Bradesco, Itaú e JP Morgan; objetivo do tucano é arrecadar R$ 1 bilhão para reforçar o combalido caixa do governo estadual; como sempre, usuários pagarão a conta dessa liquidação do patrimônio com reajustes e mais reajustes nas tarifas de água.
O senador Roberto Requião (PMDB), pelo Twitter, nesta sexta (21), denunciou que o governador Beto Richa (PSDB) se prepara para vender ações do estado na Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar).

Pelo Twitter, o peemedebista disparou: “Recebo a informação que Beto Richa se prepara para vender ações do estado na Sanepar. à‰ e o espírito quadrilheiro de volta. SOCORRO PARANà!”

Segundo informações preliminares, a empresa de água e esgoto comunicou à  Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre o lançamento de ações preferenciais nível 2 com o objetivo de arrecadar R$ 1 bilhão.

De acordo com saneparianos, os representantes dos bancos Bradesco, Itaú e JP Morgan estão fazendo a operação para reforçar o combalido caixa do governo estadual.

Concretamente, Richa está privatizando as 106 milhões de ações preferenciais que o povo do Paraná detém no capital da empresa. Isto significará que os usuários pagarão a conta com reajustes e mais reajustes nas tarifas de água.

Compartilhe agora!

Comments are closed.