Câmara de Curitiba “cede” R$ 10 milhões para reduzir a tarifa

Vereadores aprovam repasse de R$ 10 milhões à  prefeitura.

Vereadores aprovam repasse de R$ 10 milhões à  prefeitura.

Daqui a pouco, o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), anunciará o novo preço da tarifa de ônibus. Acuado, ele teve que voltar atrás e rever o reajuste na passagem, que em março subiu de R$ 2,60 para R$ 2,85 e a domingueira de R$ 1 para R$ 1,50.

Segundo o vereador Hélio Wirbiski (MD), por unanimidade, os vereadores de Curitiba decidiram há pouco dar sua contribuição para a redução da tarifa do transporte coletivo da capital.

A Câmara repassará ao executivo R$ 10 milhões economizados com cortes em despesas, publicidade e cargos comissionados para que o preço da passagem caia.

O vereador Pedro Paulo (PT), líder do governo na Casa, comemora a decisão.

Curiosamente, essa sobra já havia sido devolvida pelo legislativo (leia sobre isso aqui). Se o dinheiro já estava no caixa da prefeitura, por que a tarifa foi reajustada? Por quê?

Esse truque orçamentário é muito parecido com aquele usado pelo governador Beto Richa (PSDB) e o presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni (PSDB). Nisso, Fruet anda muito parecido com eles…

Este blog já explicou isso antes, mas vamos recapitular: orçamento é dinheiro emprestado. Se você não o executa está deixando de fazer obras importantes como escolas, creches, etc. à‰ dinheiro imobilizado durante um ano!.

Imagine o caro leitor tomando emprestado R$ 10 milhões junto ao banco, depois de pagar juros durante um ano, devolve o dinheiro ao mesmo banco sem aplicar na sua previsão. à‰ exatamente isso que ocorreu na Câmara.

Comentários encerrados.