Por Esmael Morais

OAB vai à  Justiça contra a superconta de Beto Richa

Publicado em 22/05/2013

Deputado Plauto Miró.

Deputado Plauto Miró.

Daqui a pouco, a partir das 17 horas, um grupo de juristas se reúne na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Paraná, para debater estratégias de barrar judicialmente a superconta que a Assembleia Legislativa aprovou na noite de ontem (21).

Os deputados estaduais aprovaram projeto de lei, por 30 votos contra 8, que cria o Sistema de Gestão Integrada dos Recursos Financeiros do Paraná (Sigerfi).

O deputado estadual Plauto Miró Guimarães (DEM), primeiro-secretário da Assembleia, havia levantado na sessão de ontem a inconstitucionalidade da superconta.

A aprovação da conta única é avaliada como a “salvação” do governo Beto Richa (PSDB), que estaria de olho grande em R$ 2,1 bilhões relativos a depósitos judiciais. Esses recursos estão sob a guarda do Tribunal de Justiça do Paraná.

A possível entrada da OAB nessa guerra da superconta vai significar mais gasolina na disputa pela indicação do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

Plauto Miró está de olho na vaga, mas o Palácio Iguaçu vem dando piscadelas fortes para o deputado Fábio Camargo (PTB), que também quer ser conselheiro, filho do “guardião” da bufunfa.