Congresso da UPE debate democratização da comunicação neste sábado

Este blogueiro vai debater com congressistas universitários, em Ponta Grossa, a democratização dos meios de comunicação, a popularização da informação e o marco civil da internet; a minha foto foi feita pela jornalista Sirlei Fernandes.

Este blogueiro vai debater com congressistas universitários, em Ponta Grossa, a democratização dos meios de comunicação, a popularização da informação e o marco civil da internet; a minha foto foi feita pela jornalista Sirlei Fernandes.

Daqui a pouco este blogueiro se dirigirá ao município de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, onde será palestrante no 44!º Congresso Estadual da União Paranaense dos Estudantes (UPE).

Debaterei os temas “Democratização dos Meios de Comunicação e a Popularização da Informação”.

Vou falar aos universitários que passamos da era do panfleto e hoje estamos na era da convergência digital, que o direito à  comunicação é essencial à  democracia e um direito da humanidade.

Defenderei o controle público, o fim da propriedade cruzada, a inclusão digital e o software livre, o marco civil da internet, a produção regional e a criação de mídias alternativas para combater o preconceito e a exclusão promovidos pela velha mídia.

O Congresso da UPE começa hoje (18) e termina amanhã (19). A entidade deverá escolher sua nova diretoria.

Mando notícias mais tarde. Fui.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. a UPE existe ainda? representa quem? as eleicoes tem credibilidade?

    ainda bem a prefeitura tomou de volta o casarao… era sempre a mesma estrategia, destruim o casarao para depois pedir reformas. ate que enfim a prefeitura nao caiu nessa arapuca e o dinheiro publico nao sera mais desperdiçado

  2. Esmael, parabéns pela participação no Congresso. Os temas a seu encargo são, indiscutivelmente, da mais alta importância nos dias em que vivemos, sendo um deles de especial menção: o de softwares livres.

  3. Tá parecendo o Antonio Anastasia de MG, hein Esmael!?

  4. Boa sorte. E por falar em exclusão e a necessidade premente e inadiável de democratização da informação e dos meios de comunicação segue texto vítima desses malditos esquemas midiáticos sórdidos, aparelhados, partidários, que buscam excluir o Alterantivo e tanger, à base do fisiologismo, o país e seu povo apenas para as fazendas que lhes convém como se fossem gado.

    E se de repente acontece: Dilma (PTMDB-agregados), Aécio (PSDEMB-agregados), Serra (MD-PPS-PMN), Marina (Rede), e Leão (PSOL-PNBC-ME) ?

    Pelo menos na Internet, em todo o Brasil, por mais que a midia sacana e continuista da mesmice tente evitar esse confronto de ideias versus dinheiro e fisiologismo eleitoral, os mais antenados, conectados e atentos já perceberam que é essa a briga que já está no ar.

    A situação de Campos, Serra, Aécio e Marina, enquanto oposição, é muito complicada com vistas a 2014 porque eles, por mais que tentem forçar a barra e negar isso sem conseguir provar o contrário, correm na mesma raia do velho continuismo da mesmice em que corre a situação com mais sucesso que eles. E o tempo que é implacável, e senhor da razão, desta feita, nos colocou diante de uma grande e histórica bifurcação, que nos impõe apenas duas vias a seguir: o continuismo da mesmice (oposição e situação), ou a Mega-Solução (HMM-PNBC-ME), como nos propõe o HoMeM do Mapa da Mina do bem comum do povo brasileiro, raia essa na qual existe lugar para qualquer um dos grandalhões porém apenas na condição de Vice. E daí restam a Campos, Aécio, Serra e Marina apenas duas opções: continuismo da mesmice (oposição e situação), ou adesão à Mega-Solução. E vocês decidem. E o tempo urge.

    O modello de república político-partidária-eleitoral é uma aberração. Urge evoluirmos. Continuar apostando na bagunça, na confusão, na loucura e no retrocesso (à paisana ou fardado) é vitaminar as alcatéias (inclusive a dos lobos travestidos em peles de cordeiros) e continuar condenando as ovelhas à morte. Urge colocarmos, democraticamente, na pauta dos Debates e Soluções o modello de república político-partidária-eleitoral com efeito bumerangue, com prazo de validade vencido há muito tempo, como propõe o HMM-PNBC-ME, antes que a desgraça e maldição do retrocesso, inimigo capital da evolução do Brasil, aliado às implacáveis Leis de Murphi e de Gerson, nos condene por mais algumas décadas à involução e ao atraso. Xô retrocesso. Xô satanasada. Evoluir é preciso.

    Não é mais possível continuarmos apostando na loucura do modello “caixa dois”, “governabilidade mensaleira”, “dá ou desce”, “quanto pior melhor”, “mata-mata eleitoral”, “tomaladacᔝ, “quem indicou”. “ manda quem pode obedece quem tem juizo”, “para os amigos tudo para os adversários o rigor da lei”, “dinheiro e esquemas quem mais tem mais leva vantagens”, “quem não é a favor é contra”, etc. e tal, como sempre nos impuseram no pós-império e continuam nos impondo a situação, a oposição e o golpismo, via continuismo da mesmice. Nenhum país do mundo consegue evoluir enquanto refém de um modello tão praguejado. Basta.