Disputa pela prefeitura Joaquim Távora se transforma em prévia para o governo do Paraná

Requião e Arruda fizeram carreata nesta sexta em Joaquim Távora, Norte Pioneiro, terra natal do pai do governador.

Requião e Arruda fizeram carreata nesta sexta em Joaquim Távora, Norte Pioneiro, terra natal do pai do governador.

Cerca de 8 mil eleitores de Joaquim Távora voltarão vão à s urnas neste domingo, dia 7 de abril. A nova eleição vai ocorrer porque o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o prefeito eleito em outubro de 2012, Wiliam Walter Ovçar (PSC), mais conhecido como Vatão, e o vice, Valdir Azarias (DEM).

A disputa deste final de semana, no pequeno município, está revestida de simbolismos. Primeiro, porque um dos candidatos, Gélson Mansur Nassar (PSDB), é cunhado do presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche; segundo, porque o pai do governador Beto Richa (PSDB), o falecido ex-governador José Richa, passou boa parte da infância e da juventude em Joaquim Távora.

Os "cueca de seda" Valdir Rossoni (PSDB) e Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) também fizeram campanha pelo candidato de Richa.

Os “cueca de seda” Valdir Rossoni (PSDB) e Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) também fizeram campanha pelo candidato de Richa.

Por conta desses laços familiares, os tucanos estão apostando todas as fichas nesta eleição de domingo. Ganhou contornos estaduais, uma prévia de 2014. Nunca se viu tanta força do estado para eleger seu candidato de preferência. Nesse caso, estão utilizando um canhão para matar um pardal.

Pois bem, a eleição fora de época de Joaquim Távora se transformou em prévia para a corrida pelo Palácio Iguaçu. Ciente disso, nesta sexta-feira (5), o senador Roberto Requião (PMDB) subiu no palanque do candidato demopeemedebista, Neto Calil, também apoiado por petistas.

A tropa requianista, coordenada pelo deputado federal João Arruda (PMDB), diz que vai provar que “não adianta dinheiro ou esquema porque o povo quer mudança”.

“O governo Richa é mais incompetente da história do Paraná. Não adianta dinheiro ou esquema porque o povo quer mudança e essa mudança vai começar pelo município de Joaquim Távora, a partir deste domingo com a eleição de Neto Calil”, afirma Arruda, dileto sobrinho de Requião.

Comentários encerrados.