Beto Richa anuncia fim do subsídio ao transporte de Curitiba. E agora Gustavo Fruet?

via portal Banda B

Encontro entre o governador Beto Richa e o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, realizado em dezembro, só serviu para matar as saudades de ambos. Tarifa do ônibus poderá chegar a R$ 3. Foto: Jader Rocha.

Encontro entre o governador Beto Richa e o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, realizado em dezembro, só serviu para matar as saudades de ambos. Tarifa do ônibus poderá chegar a R$ 3. Foto: Jader Rocha.

O transporte coletivo de Curitiba não terá mais o subsídio do Governo do Paraná. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (5) pelo governador Beto Richa (PSDB), onde garantiu que o valor repassado à  prefeitura será mantido até maio, período de vigência do convênio efetuado com o ex-prefeito da cidade Luciano Ducci (PSB). O governador disse que o subsídio era apenas uma medida emergencial e que não se poderia torna-se permanente.

Hoje, a passagem custa R$ 2,60 aos usuários, no entanto o valor técnico (custo real) é de R$ 3,05. Esta diferença de R$ 0,45 é que é pago pelo governo e caracteriza-se como subsídio. Em janeiro deste ano, Richa confirmou o repasse de R$ 23,8 milhões até o mês de maio e deixou claro que depois discutiria novos acordos.

A pergunta é: e agora prefeito Gustavo Fruet, que fazer?

Comentários encerrados.