Aceleração atomizada da economia impulsiona reeleição de Dilma

do Brasil 247

"Acalmem-se", disse a presidente Dilma Rousseff, num sorriso; faz sentido; aos que apostam no eclipse do crescimento, resposta da economia real é ensolarada; vendas de aço, alumínio, eletro-eletrônicos, ônibus e tratores disparam neste início do ano; arrecadação de impostos sobe; dívida mobiliária federal recua; projeção aponta para inflação em queda e crescimento em alta; apostas no pessimismo começam a pagar menos.

“Acalmem-se”, disse a presidente Dilma Rousseff, num sorriso; faz sentido; aos que apostam no eclipse do crescimento, resposta da economia real é ensolarada; vendas de aço, alumínio, eletro-eletrônicos, ônibus e tratores disparam neste início do ano; arrecadação de impostos sobe; dívida mobiliária federal recua; projeção aponta para inflação em queda e crescimento em alta; apostas no pessimismo começam a pagar menos.

Apostar no pessimismo, dentro de um cenário global de incertezas, sempre parece menos arriscado. Vai dar errado, dizem os céticos e derrubadores, cercados de conjecturas. O problema, como apontam os primeiros números da economia brasileira em 2013, é que, neste ano, jogar contra já está dando pinta de ser muito mais um torcida política do que uma análise fria e científica. Em lugar de eclipse, o que está surgindo no horizonte é um sol tipicamento tropical.

Nos últimos dias, uma série de dados econômicos confluem para um desempenho, em 2013, muito superior ao verificado no ano passado. Líderes empresariais de diferentes setores do meio da economia !“ aqueles que usam insumos da indústria de transformadora de matérias primas para aplicar em produtos finais ao consumidor !“ estão otimistas sobre mais produção e mais vendas este ano, com base nos primeiros resultados já alcançados.

à‰ assim que os setores que compram aço, como as montadoras de veiculos e a construção civil, fizeram aquisições em janeiro nada menos que 18% acima do comprado em dezembro, segundo dados do Instituto Nacional das Distribuidoras de Aço (Inda). “O mercado está começando a crescer novamente”, disse o presidente Carlos Loureira ao jornal Valor Econômico. Com alta de 3,4% em vendas em janeiro em relação ao mesmo período do ano passado, o setor projeta um crescimento de 6% no mercado doméstico sobre o ano passado até dezembro.

No alumínio, outro elemento presente em ínumeros setores industriais, o melhor termômetro de crescimento é a venda de chapas, folhas e extrudados. Neste campo, as vendas em janeiro, de acordo com a Associação Brasileira de Alumínio (Abal), já foram 5,9% maiores do que no primeiro mês de ano passado. “Acreditamos num crescimento do setor de até 5 por centro para este ano”, diz o presidente da entidade, Luiz Carlos Loureiro Filho. “Estamos otimistas”.

Não é diferente entre uma das maiores fabricantes de ônibus e caminhões do País, a MAN Latin America. “Já temos pedidos que indicam vendas 20% maiores do que em 2012, em razão de a necessidade do mercado renovar a sua frota”, adianta Roberto Cortes, presidente da companhia. “Nossa atividade no primeiro bimestre está ótima em relação à  que tivemos em 2012”.

No mesmo setor, a Agrale, tradicional fabricante de máquinas e tratores, registrou um crescimento de vendas simplesmente espetacular em janeiro com relação a dezembro: 126% mais. Os responsáveis pela companhia admitem que tratou-se de um ponto fora da curva, mas, a partir dele, eles projetam um crescimento da companhia, este ano, de mais de 16% sobre o realizado no ano passado. “O forte desempenho está ligado ao fim dos estoques das indústrias do nosso setor”, disse o diretor-presidente Hugo Zattera ao Valor.

Pesquisa entre associados feita pela Abinee (Associação Brasileira da Indústria de Eletro-eletrônicos) constatou que 56% das empresas associadas relataram alta de encomendas em janeiro com relação a dezembro. Isso mostra um aquecimento no setor de ponta tecnológica da economia. “O otimismo aumentou, porque os sinais dados em janeiro, um mês que nunca é excepcionalmente forte em vendas, indicam um grande ano pela frente”, conta o presidente Humberto Barbato. Segundo ele, 79% dos associados da Abinee registraram em pesquisa que esperam melhores vendas em 2013 do que em 2012.

Mesmo onde janeiro apontou queda em relação a dezembro, de 3%, no setor de máquinas e equipamentos, o dado foi comemorado. “Esse recuo é sazonal, e sempre acontece nessa época, mas foi muito menor do que em anos anteriores”, relatou Marcos Bernardini, consultor econômico da Abimaq.

Nos grandes números macroeconômicos, o governo também já tem o que comemorar. O Boletim Focus, do Banco Cenral, que semanalmente capta os humores de agentes do mercado financeiro sobre dados como inflação e crescimento do PIB indica nesta segunda-feira 25 que a inflação esperada é menor do que na semana anterior !“ e o crescimento, maior, da ordem de 3% para o ano. Noutro dado, o estoque da dívida mobiliaria do Tesouro (tudo o que o governo deve ao mercado) declinou 4%, equanto a arrecadação de impostos bateu novo recorde.

A continuar nessa marcha, o melhor, para os pessimistas, vai ser iniciar logo um ajuste de discurso, sob pena de ficarem falando sozinhos !“ os empresários, afinal, de olho no chão de suas fábricas e em seus caixas, sabem que o certo é acreditar em resultados do que se guiar por palavras pré-fabricadas.

Para a presidente Dilma Rousseff, com a reeleição lançada e ainda sem um forte adversário definido, o sol do primeiro semestre traz consigo uma brisa capaz de impulsioná-la com menos atropelos do que muitos gostariam por 2013 em direção a 2014.

22 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to mention I am just very new to blogs and absolutely liked this blog site. Probably I’m likely to bookmark your website . You absolutely come with great posts. Cheers for sharing your web site.

  2. A recuperação do Brasil começou na época de Itamar Franco, que pegou um Pais afundado, depois vieram os outros e foram construindo um Pais melhor. Quem sempre acompanhou a economia sabe que não foi o Lula sózinho que conseguiu, mas sim ações iniciadas antes dele e por ele continuadas. Ambos os governos são responsaveis pela melhoria do Brasil. Só falam da divida do FMI, isso é apenas uma pequena parcela da divida do Pais, o que ninguém fala é da divida real do Brasil, esta esta cada vez maior, mas esta sempre sendo ocultada.

  3. A tucanada gosta de baixar as calças pra europeu e americano, por isso que eles são neoliberais, acabando lendo essas revistinhas neoliberais, inclusive. Por isso que perderam 3 eleições seguidas pra presidente da república e ano que vem será a 4ª vez.

  4. Vamos cagando e andando para declarações de Jornais Americanos e Europeus ou de qualquer outro continente, eles que vão cuidar do rabo deles, são eles que estão quebrados.

  5. Em meio à ofensiva do governo destinada a reassumir a capacidade de condução das expectativas, o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, reforçou nesta segunda-feira suas declarações de guerra à inflação, desta vez ao Wall Street Journal, dos Estados Unidos. Disse ele que a prioridade da autoridade monetária no Brasil é combater a inflação, e não garantir o crescimento econômico. FIKADIKA..

  6. Nenhuma publicação na “velha midia” sobre o PAC 2, duramente criticado na sua implementação e, que perseguiu esses compromissos em cada ação realizada, para garantir que o investimento seja uma das principais forças impulsionadoras do desenvolvimento brasileiro. Os seus resultados podem ser verificados neste balanço de atividades.

    O programa segue batendo recordes. Ao final de seu segundo ano, a execução global do PAC 2 alcançou R$ 472,4 bilhões realizados, o que representa 47,8% do previsto para o período 2011-2014. O programa executou 31% a mais neste segundo ano, em relação ao primeiro.

    O PAC 2 concluiu empreendimentos correspondentes a 46,4% do valor das ações previstas para serem concluídas no período 2011-2014. Esse resultado é 58,4% superior ao mesmo período de 2011.

    Á conferir neste link:
    http://www.pac.gov.br/sobre-o-pac/divulgacao-do-balanco

  7. Não quero saber se é FHC,Dilma ou Lula,o que me interessa é que o aumento que tive o ano passado foi corroído completamente pelos aumentos dos últimos tempos.
    Quanto ao crescimento pessoal,não tapem o sol com a peneira, até agora o que foi previsto pelo governo, teve que ser refeito cálculos e contas para baixo.

    NÃO SEJAMOS COMO O PESSOAL DO BETO QUE NÃO ENCHERGA ALÉM DO SUCESSO MARKETEIRO,o país está num caminho bom mais a inflação está descontrolada é preciso tomar medidas mais enérgicas quanto a isto,porque senão não adianta crescer e o povo empobrecer

  8. Froide
    Esse mesmo argumento seu, o picole de chuchu Geraldo Alckmin quis levar no debate da Band em 2006 contra o Lula e levou fumo, onde Alckmim levou dados da revista americana “The economist” e foi esculachado por Lula. Os tucanos sao tao fracos, fracos que quando governaram, jamais conseguiram bons resultados na questão da diminuição da miseria, aumento da renda, queda no desemprego e daí querem ter moral pra criticar, tse, tse, tse…
    Tucanada só sabe governar pra banqueiro e pra dono de capital especulativo, se os EUA mandassem os tucanos abaixar as calças, eles abaixavam, raramente agente vê um tucano diminuir pobreza, fazer aumentar poder de compra, etc. Na epoca que FHC governou, quem mandou no país foram os americanos e nossa sorte que em 2002 o Lula foi eleito, porque senão o Brasil seria refém da Alca e hoje seria uma Espanha da vida, totalmente em crise.

  9. Todo começo de ano é a mesma coisa. Falar é fácil. É só conferir as promessas do começo de 2011 e 2012. O Google localiza rapidinho. Perdemos em crescimento para quase todos os países latino-americanos, e para todos os outros emergentes. Tiramos o FHC para isso?

  10. Quanto pessimismo reina entre os leitores deste blog. Quando todos os indicadores econômicos indicam a retomada lenta, mas gradual da economia, para muitos dos leitores, parece que o País caminha para o abismo, num pessimismo que dá dó, impressionante!

  11. Ei tucanada, lembrem como o entreguista que voces idolatram quebrou o país 3 vezes, o Brasil nas mãos deles era devedor no FMI e hj é credor. Hj a economia está com apenas 4% de desempregados, tucano nenhum conseguiria atingir um indice tão baixo como esse, na epoca do FHC desemprego era de 11%. Tao chorando de barriga cheia, brasileiro hj almoça melhor e janta melhor comparando com o tempo que o entreguista FHC era presidente.

    • Paulo, não sou tucano mas, vocês petistas doente só sabem falar do passado, dos Tucanos, o que é isso menino!! ( parece marido traído que não esquece o CHIFRE nunca, e ficam culpando a ex, gdo normalmente o culpado é ele por nao ter camparecido) não vou falar que FHC foi o melhor, mas colocou o Brasil nos trilhos e o Lula foi inteligente em dar continuidade na política econômica e isso foi ótimo . Vocês já estão a 12 anos no poder e podem ficar mais 12 sem problema, mas pare de ser ALIENADO que teu empreguinho ta garantido.

  12. Esse Brasil 247 é o Gramma brasileiro.

    Não serve nem pra papel higiênico.

    Ninguém acredita no que está lá!

  13. Pois e Mano ta ficando Russo, aconselho os revoltado comprar uma terrinha no Paraguai, ate porque lá tem um pessoal chegadinho em dar golpe, pelo visto aqui não tem boquinha, e golpe aqui não vai funcionar, uma tristeza enorme para os disseminadores do caus.

  14. Como é? Aceleração Atomizadas? Nova expressão pra dizer que nada acontece??? A unica Atomizada seria uma Bomba Atômica em Brasilia e limpar aquela capital de tanta Podridão, corrupção.

  15. Esperamos que aconteça tal aceleração atomizada. Mas até agora continua igual, sem acontecer, empresas fechando, tributos impagáveis, concordata rolando solta. Ou melhorará ou com certeza será complicado sua reeleição, o Brasil necessita de uma baita melhora econômica em 2013, muito superior a 2012, para o bem de todos e não só de Dilma!

    • Meu caro Realista,me parece que vc quer ser mais realista que o rei….
      Em que pais vc vive?Espanha,França ou italia?????

  16. Queda de inflação? Sério o que eu li? Queda de inflação?? você não tá forçando demais a barra não?

    • Por favor, a inflação não interessa em nada. Se é 10, 15, 20% tanto faz. Eita nóis, como é difícil falar com leigo que só sabe repetir o que a Urubóloga fala. Não há problema nenhum em uma inflação moderada, só trás crescimento econõmico. O problema é que uma inflação qualquer corrói os ganhos dos especuladores rentistas que vivem de juros? Entendeu?
      Ou seja, a ladainha anti-inflação é apenas a defesa dos interesses de uma minoria.
      Puxa, será que eu tenho que perder meu tempo explicando o óbvio? Ninguém mais lê nada???/

  17. Este blog sempre foi muito melhor do que o do fábio campana que mais fazia propaganda de baixo nível do que jornalismo de verdade. Mas atualmente está conseguindo vencer do próprio fábio campana, as notícias são muito ruins, todo mundo sabe inclusive quem escreve. Hoje, depois de vários anos deixo de acompanhar o site, não vale a pena

    • Obrigado pelos elogios. A porta é a serventia da casa, como diziam os antigos. Adios, muchacho!

      • Adeus ninguém que nem nome tem.
        Volta pro Fabio Campanha pro Beto, la tem noticia do jeito que você gosta de ler, tipo, Me engana que eu gosto!