Guerra elétrica é primeiro embate Dilma-Aécio

Via Brasil 247

Planalto coloca na conta do senador tucano o não atingimento da meta de 16,2% na redução da tarifa de energia elétrica em 2013; opção de São Paulo (Cesp), Paraná (Copel) e Minas Gerais (Cemig) de não aderir integralmente à s consessões foi articulada pela cúpula do PSDB; pré-candidato à  Presidência, Aécio Neves critica o que chama de profunda intervenção no setor “sem diálogo ou planejamento”

Mal foi anunciado pelo PSDB como pré-candidato à  Presidência da República, o senador mineiro Aécio Neves já contabiliza seu primeiro embate com a presidente Dilma Rousseff. A posição dos estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraná em não aderir integralmente à s regras da Medida Provisória 579, que prevê a diminuição da tarifa de energia elétrica em 16,2%, foi articulada pela cúpula do PSDB.

Governadas pelos tucanos Antônio Anastasia, Geraldo Alckmin e Beto Richa, as unidades federativas aceitaram aderir integralmente apenas na área de transmissão de energia pelas estatais Cemig, Cesp e Copel, mas não na área de geração. A linha de frente do posicionamento foi tomada por Aécio, que já assume um discurso presidencial.

Da tribuna do Senado, o tucano voltou a criticar o que chamou de profunda intervenção no setor elétrico “sem nenhum diálogo ou planejamento”. O senador afirmou que a MP foi mera “propaganda política”, à s vésperas das eleições municipais, e alertou o Congresso para a necessidade de debater o tema. “Não é racional que uma medida que interessa ao país seja decidida pelo rolo compressor do governo sem que alternativas possam ser aqui discutidas”.

O senador sugeriu que o governo torne extintos ou reduza tributos e encargos para diminuir a tarifa sem prejudicar a solidez das empresas e os investimentos do setor. Aécio lembrou que em Minas, o governo baixou a conta de luz para os mais pobres, o que não aconteceu no Rio Grande do Sul, por exemplo, estado governado pelo PT.

Impacto eleitoral

Agora, os tucanos têm como missão convencer a população que a decisão de não aderir à s regras da medida são técnicas, e não políticas. O governador mineiro decidiu só se manifestar sobre o assunto nesta quarta-feira, a fim de não vincular o posicionamento do estado ao lançamento de Aécio como candidato à  presidência, ocorrido na segunda-feira durante evento do partido.

O secretário estadual de Energia de São Paulo, José Aníbal, reafirmou nesta terça-feira a opção de São Paulo de não renovar as concessões da Cesp, dando prioridade a justificativas técnicas. “A Cesp não vai participar desse processo. Não podemos aceitar essa defasagem de 5 bilhões de reais”, disse, referindo-se à  diferença entre a indenização proposta pelo governo para os ativos não depreciados das usinas de Ilha Solteira, Jupiá e Três Irmãos, de 1,8 bilhão de reais, e a contabilidade da Cesp, de 7,2 bilhões a receber.

Efeito São Paulo

Na Assembleia Legislativa de São Paulo, já houve reação de lideranças sindicais e entidades sociais diante da decisão do governador Geraldo Alckmin nesta terça-feira. De acordo com as lideranças, ao deixar a Cesp de fora do pacto pela redução da tarifa, o governo paulista se recusa a contribuir com o desenvolvimento do País e com a redução dos custos de produção.

Sindicalistas veem a atitude como um boicote do governo tucano, que reflete em prejuízo para a sociedade brasileira. Para Wilson Marques Almeida, diretor da Sinergia e integrante da Plataforma Operária e Camponesa para a Energia no Estado de São Paulo, os trabalhadores aguardam que, além da redução das tarifas, o governo busque meios de assegurar também a continuidade de investimentos, a garantia da manutenção de empregos e dos benefícios dos trabalhadores.

29 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. he he he Aécio, voce disse que deu desconto para a classe pobre certo???A classe média já esta ficando sem se alimentar para pagar a energia eletrica como que iremos fazer ?? ??? Sr. aecio neves ainda faz uma propaganda na t.v dizendo que a cemig é a melhor energia.e deixem de ser ditadores pense no povo que te elegeu tenha certeza que nÃO foi E U ..
    P S D B deixem de briguinhas .
    DEIXEM A DILMA TRABALHAR .

  2. para negociar esse negocio de minas .tem que adotar a lei seca….porque o elcinho………………

  3. Uai falam do Aecio bebum e o sapo barbudo que e catedratico em 51, ha talvez seja por isto que o mesmo nunca sabia de nada nem lembrava mais da amanteuda….como dizem…

  4. Heheheheheheheheheheheheheheh, eu tenho q rir mesmo!! Agora só falta o cara dizer q o pedágio subiu de preço porq a Dilma mandou??? o Betinho lindo ñ cobra impostos né? só a Dilma!!?O BETO Ñ É MARIONETE DOS PAULISTA NÉ??, ele é tao bonzinho!!! simplesmente ele seguiu ordens dos governadores tucanos de SP, MINAS,SC,GOIAS… O Betinho ñ é marionete??ñ é vaquinha de presépio?? Haaaaaaaa VADERRETO TUCANADAS DO DEMO!!!!

  5. Dona Dilma quer baratear a conta de luz da brasileirada?

    Bem, me parece que todo mundo ai em riba se esqueceu de que o Tribunal de Contas da União chegou à conclusão que foram feitos reajustes a mais entre os anos de 2002 e 2010. Algo que totaliza uns 11 bilhões de reais. Eu disse 11 bilhões.

    Basta então ela mandar devolver os reajustes a maior para cada consumidor e pronto.

    Mania de q

  6. Que cada um dos comentaristas ai de riba pegue a sua fatura da Copel e verifique lá, no quadradinho que mostra Composição de Valores, o total dos tributos incidentes: 34, 82 por cento.

    O Governo Federal quer realmente baratear a energia para a população, para as indústrias, então que abra mão de parte da carga de impostos incidentes.

  7. Qual a carga tributária incidente sobre a fatura de energia elétrica?

  8. EITA TUCANADAS DO DEMO!!!Vcs ñ tem jeito mesmo… fazem de tudo pra ferrar os Brasileiros!!! Deus me abane!!!A conta da luz nossa de cada dia.baixaria 20%,ñ fosse os tucanosdo DEMO,carrascos nazistas. As cinco companhia elétricas q ñ aderiram o acordo do governo federal para baixar o preço da energia eletrica aos BRASILEIROS[AS]. PASMEM VCS, SAO TODAS ADMINISTRADAS POR TUCANOS E DEMOS. VEJAM QUAI SAO ELAS;
    COPEL PR/BETO/PSDB
    CEMIG MG/ GOVERNADOR EUTANISIA ASTANASIA, SEILA?/PSDB
    A DE GOIAS/GOVRNADOR MARCONI PERILLO/PSDB
    CEAGESP SP/GOVERNADOR ALKMIM,ALLCOOL, SEILA?/PSDB
    CESC SC / GOVERNADOR COLOMBO/ DEMO. Quatro tucanos e um DO DEMO!!!É essa tucanadas do DEMO, q sao contra os Brasileiros progredirem, prosperarem. Eles querem é o oco dos brasileiros, e um rato dentro isso sim!!!

  9. sera /hic, que o aecio /hic/,tava sobrio /hic,hic,,quando falou ,/hic,hic,hic,hic/que esta havendo profunda intervencao no setor,/hic,hic,hic,hic,hic

  10. Amigos debatedores, entendo pouco de energia mas um pouco mais de politica. Na hora em que os 3 estados governados pelo PSDB dizem não a alguma coisa, é sinal que a “coisa” deve ser boa para o povo. Ainda vou ver esse partido preocupado com algo que não seja atrapalhar o governo e ajudar ao empresariado amigo.
    Sobre a Copel , e as coisas que vem do governo do Parana, desculpem , mas não da pra acreditar em nada, pois a marca desse governo é muito barulho , muita cortina de fumaça pra pouca ação.
    Da copel so sei que os dividendos ao “acionistas” foram aumentados nesse governo e que ela gastou uma grana no “aero Beto”.
    E ficar me dizendo o que diz em nota oficial e enxugar gelo é a mesma coisa. Vou esperar pela opinião de outras fontes sobre essa questão para formar minha opinião. Mas quando digo fontes não quero dizer em absoluto globo, veja e etc…
    pois esses “veiculos me emburrecem. Vou ler depois no Nassif e em outros lugares pois sei que pelo menos são criticos quando tem que ser e não por opção ideologica.
    E amigos , querer politizar com o bolso do trabalhador nessa questão é um tiro no´pé.
    O mesmo governo que não quer baixar o custo da energia , pelo que entendi, é o mesmo que me mete a faca aumentando as tarifas do detran, deixa os postos de gasolina fazerem o que quer e provavelmente vai fazer vista grossa pro aumento das taxas dos cartorios.

  11. A COPEL lançou a notícia abaixo hoje.
    Ela contribuiu com a redução das tarifas assinando a renovação do contrato da T onde teve 58% na redução da receita com o novo contrato.
    Na geração não aceitou a renovação pois considera o valor ofertado desproporcional ao custo de manutenção necessários para as Usinas.
    Há redução de ICMS conta paga pelos estados.

    A CEMIG aderiu também ao contrato de concessão da T contribuido com a redução da tarifa.

    Pelo dito e não dito o governo federal falta com a verdade quando omite estes dados. Fica claro a intenção de enganar o povo.

    ====================================================

    A Companhia Paranaense de Energia (Copel) afirma que está contribuindo significativamente para a redução da tarifa de energia elétrica ao renovar seu contrato de transmissão que venceria em 2015, que corresponde a 86% dos ativos de transmissão da companhia no Paraná.

    O contrato de transmissão teve sua renovação antecipada nesta terça-feira (4), conforme as condições das Medidas Provisórias 579 e 591, o que causará à empresa uma perda de 58% nas receitas de transmissão.

    Além disso, com a MP 579, o Governo Federal impõe ao Estado do Paraná uma perda anual de R$ 450 milhões em ICMS.

    Já os ativos de geração que não foram renovados pela Copel totalizam 271,9 MW de potência, o que representa apenas 1,06% dos 25.452 MW sujeitos à renovação em todo o País.

    Em dezembro, a Copel inaugura as usinas Mauá e Cavernoso II, adicionando 380 MW ao seu parque de geração.

    A opção de não renovação dos ativos de geração foi tomada para a preservação do patrimônio e do valor da empresa.

    Uma Copel forte e com saúde financeira é fundamental para que a Companhia possa continuar prestando serviços de qualidade para mais de 10 milhões de pessoas que são atendidas no Paraná.

  12. É O QUE SE PODE ESPERAR DESSA LAIA DO PSDB, QDO É PARA BENEFICIAR POBRES, ESSA CORJA VOTA CONTRA. SABEMOS QUE O GOVERNO FEDERAL ESTA FAZENDO SUA PARTE. PARABÉNS PRESIDENTA DILMA.

  13. Muito bom, NÃO vai abaixar a tarifa de energia elétrica no Paraná. E as Industrias vão querer ficar aqui com tarifa mais cara que outros Estados???

  14. Com a negativa da Copel, CESP e CEMIG de participar do projeto de baratear a tarifa de energia os tucanos estão dando mais um tiro no pé, ou seja, nos dois pés. Parece que a cada derrota nas urnas eles ficam mais burros. Quanto a participação do nosso desgovernador nessa sacanagem não merece nem comentário.

  15. se vence em 2013 deixe vencer ai coloca na lecitação os tres estados ficam de fora;;a copel não e nossa mais é dos acionistas!fi o que falaram..se beto não aceita a redução e porque os empresarios pressionam.

  16. As concessionárias operam no limite.
    Os apagões são ameaça constante.

    Mais uma vez o (des) governo petista pretende fazer sombra com o chapéu alheio, repetindo a isenção de IPI para geladeiras, lavadoras, carros, etc., phodhendho prefeituras e estados.

    Ora, se baixe os tributos que encarecem o fornecimento de energia.

    A média que o brasileirim paga de imposto é de 35 por cento – que vai desde a compra duma caixa de fósforo, passando pelo caderno de 50 folhas até o casa pronta.

    No Masp – Museu de Arte paulista, acontece manifestação para que a presidente sancione a lei – já passou pelo Congresso – Câmara e Senado, que obriga a exibição da carga tributária em todos os produtos expostos.

    Ai, neguim e branquim, vai descobrir que o quilo de feijão poderia ser bem mais barato.

    Mas, o governo precida de grana, né, pois triplicou o número de funcionários nesses últimos dez anos. É a tal aparelhagem do Estado.

  17. LUZ QUE TE QUERO LUZ. O fato é que o nosso Brasil só mudará de verdade, para melhor, a olhos vistos, com o Projeto Novo Brasil Confederativo, que é o Projeto Novo e Alternativo de Nação e de Política-partidária-eleitoral, que coloca os atuais estados-membros como verdadeiros polos de desenvolvimento regional do Brasil descentralizado. O resto é velha choradeira, pires na mão, bença-padrinho, palanquismo vazio, trololó, mais continuismo da mesmice, mais perda de tempo e mais frustração. Nesse sentido, Marina Silva, na verdade, neste momento histórico, será uma ótima Vice do HoMeM do Mapa da Mina, do bem comum do povo brasileiro, que é a encarnação do Projeto Novo e Alternativo de Nação (PNBC) e de Política-partidária-eleitoral (Meritocracia Eleitoral), o Fato Novo de Verdade na política nacional, de inserção mundial do Brasil, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, a Mega-Solução, o contraponto ideal ao velho continuismo da mesmice pobre de espírito e de idéias que aí está, com prazo de validade vencido há muito tempo, tanto na versão situação (PTMDB-agregados) quanto na versão oposição (PSDEMB-agregados). O resto, que nos desculpem a franqueza, não passa de mais dos mesmos. E chega dos mesmos, né, pelo amor de Deus. Urge darmos uma chance ao HoMeM. Aliás, o HoMeM já disse, gosto da Marina e a quero de Vice, mas se ela preferir o velho continuismo da mesmice, paciência, hei de encontrar um Vice igual ou melhor para me ajudar na MMissão que me foi confiada de transformação de verdade do nosso Brasilzão, rumo ao sucesso pleno do bem comum da nossa população. C H E G A dos mesmos .

  18. Acho que no fundo, o Beto e a cambada do PSDB querem ver as nossas criançinhas estudando no escuro, só pode.

  19. Como é de praxe, a tucanada sempre contra os interesses do povão, os 3 governadores fizeram isso de propósito. Chega logo 2014, pra gente varrer essa tucanada do mapa. O Aécio bebum primeiro precisa se tratar do alcool pra depois querer ser pre candidato. Acho que o Aecio terá apoio macissamente dos empresários donos de alambiques do país.

  20. Vixi lá vem essa cambada do PSDB querer vender o Brasil denovo, afff pra acabar o povinho que gosto de se arregar com outros países e deixar o Brasil na m… affff chega para com isso por mim poderia extinguir esse PSDB…

  21. O Aécio desde que foi pego em blits e não quiz fazer o teste do bafômetro perdeu a moral. A Dilma quer reduzir as tarifas e NUNCA nenhum dos outros tomou qualquer iniciativa para reduzir o custo Brasil. No Paraná o Beto Richa está do lado dos pedágios e já jogou a toalha. O Brasil acontece com a Dilma e o Lula, o resto é somente falar grosso.

  22. este aecio depois que se recusou a fazer o teste do bafometro,
    anda meio nervoso.

  23. Muito inteligente nosso governador beto Richa ..acaba de anunciar investimento de bilhões onde depende da aprovação do Stn e do Senado que são partido do governo federal … Esplendido ….

  24. Concordo com o Natale. Que se decida pelo mercado e não por política.
    Agora, o interesse do povo brasileiro é a redução da tarifa. Muito se fala que os impostos e outras contas públicas estão muito altas. Mas quando se fala de baixar nenhum governante quer, pois vai cair a receita. Portanto, papo de baixar impostos é sempre da oposição. Quando entram no governo aí a história é outra. Por isso é que alguns partidos não querem nunca ser governo, mas simples apenas coadjuvantes. Levam as benesses de serem governo e sem o ônus desse. Que o diga o PMDB.

    • negativo!!! esta enganado!! Quem é o governo q vem seguidamente reduzindo o IPI? reducçao do IPI da linha branca,reduçao do IPI dos outos,reduçoes do IPI dos alimentos,reduçoesdo IPI dos materiais de construçoes civil,etc etc. Quantas reduçoes de impostos, ja promoveu o BETO?eu ñ lembro de nemhum???!! pelo contrario… O BTO só sabe mesmo é aumentar os impostos…AUMENTO DO PEDAGIO,AUMENTO DA SANEPAR,TARIFAÇOS DO DETRAN. E AGORA,COM AMAIOR CARA DE PAU, QUER IMPEDIR A REDUÇÃO DE 20%, NA CONTA DA LUZ DOS PARANAENSES. Hoooo governinho!!!

  25. o psdbosta eh a pior desgraça do Brasil, aqui no Parana, aumenta o pedagio e depois vem com a balela de diminuição do valor, e o mais triste eh que paranaense, paulistas e mineiros se acham a ‘elite’ do Brasil e votam nesses trairas.

  26. Solução: Muito simples:Licita novamente e pronto. Pelo menos a precificação será menos emotiva.Globalizar para estrangeiros.

    • QUE COMENTÁRIO MAIS CARICATO O SEU.
      CONTINUE SONHANDO ESSE SEU SONHO JUVENIL E ENTREGUISTA DOS ANOS 90.

    • Não é assim,licita e pronto.Para alterar a composição acionária da COPEL,apenas com anuência da AL. Dizem que o Lerner pagou bastante,bem ao estilo mensalão,para os deputados aprovarem a venda da estatal.Já o Requião impôs uma legislação,aprovada pelos ilustres deputados da época,que salvaguarda para o estado o controle da COPEL.