No Paraná, petistas fazem ato em defesa de Dirceu e contra julgamento do STF

Dirceu exibe camisa no II Congresso Nacional da Juventude do PT.

Aos poucos os petistas vão saindo da toca e preparam atos públicos, país afora, em defesa do ex-ministro José Dirceu, condenado a 10 anos e dez meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Na próxima segunda-feira, dia 3 de dezembro, à s 19h30, no Sindicato dos Bancários, o partido realiza em Curitiba uma manifestação em solidariedade ao ilustre correligionário. Esse será o segundo evento do PT contra a pena imposta a Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares. O primeiro ocorreu na sexta-feira passada, em São Paulo.

A reação petista contará com a presença do deputado federal Zeca Dirceu, filho do ex-ministro, e pela militância da legenda. Não é um evento oficial, mas uma reunião de amigos e lideranças partidárias que demonstram solidariedade ao militante em relação à  sua condenação pelo STF!, explica o parlamentar.

Apesar do discurso de que não se trata de um evento oficial do PT, as correntes internas do partido se movimentam no sentido de levá-lo à s ruas. à‰ o que propõe, por exemplo, o dirigente nacional Markus Sokol, da tendência Diálogo Petista!. No evento de São Paulo, na semana passada, ele afirmou que a agremiação vem sendo atacada há quatro meses pela mídia e pelo STF.

O tom do evento petista em Curitiba, muito provavelmente, deverá ser o mesmo do ocorrido na capital paulista. Ou seja, defesa pública de Dirceu e pedido para que a sociedade julgue o julgamento! realizado pelo STF.

Comentários encerrados.