Prefeito de Londrina deixa o PSC para não ser expulso

por Lucas Emanuel Andrade, via Folha de Londrina

José Joaquim Ribeiro (PSC).
O prefeito de Londrina José Joaquim Ribeiro pediu sua desfiliação do Partido Social Cristão (PSC). A solicitação foi feita em uma carta entregue na quinta-feira ao vice-presidente da legenda, o secretário municipal de Obras, Marcello Teodoro, que agora assume o comando da sigla.

Teodoro disse que a Executiva do PSC já iria formalizar o pedido de expulsão do prefeito, mas que Ribeiro preferiu se antecipar e anunciar a saída. Ele adiantou que o ex-secretário de Fazenda Lindomar dos Santos, que também é filiado ao PSC, deve ser expulso caso não tome a mesma atitude do prefeito.

Na última segunda-feira, em depoimento ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço do Ministério Público (MP) estadual, o prefeito de Londrina admitiu ter recebido R$ 150 mil de propina de empresários envolvidos num suposto esquema de fraude de licitação para fornecimento de uniformes escolares. Conforme o depoimento de Ribeiro, o dinheiro teria sido dividido em três partes de R$ 50 mil, destinadas a ele, a Lindomar e ao ex-prefeito Barbosa Neto (PDT).

Na investigação, o Gaeco enviou ao Ministério Público pedido para que 14 pessoas envolvidas na suposta fraude sejam indiciadas pelo crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, peculato e corrupção.

Agora presidente do PSC, Marcello Teodoro revelou que a confissão de Ribeiro pegou todos do partido de surpresa. ”Não esperávamos por isso.” Apesar disso, ele garantiu que permanece no cargo de secretário. ”Não muda em nada, porque nosso compromisso continua sendo com a cidade.”

Comments are closed.