Ministério Público quer retorno imediato de aulas na UFPR

via BandNews FM

UFPR em greve. Foto: blog Circulando por Curitiba.

O Ministério Público Federal no Paraná vai entrar com uma ação civil pública hoje para pedir o retorno imediato das aulas na Universidade Federal do Paraná. A ação é contra a UFPR, o Sindicato Nacional dos Docentes em Ensino Superior, a Andes, e a Associação dos Professores da instituição.

A paralisação já dura 119 dias e é a maior da história da UFPR. O MPF considera que a greve é abusiva e que os estudantes estão em uma situação muito complicada porque se as atividades não forem retomadas nos próximos dias, não haverá tempo para repor todas as aulas perdidas.

Amanhã à  tarde a Associação que representa os professores da UFPR vai fazer uma assembleia para decidir se mantém ou suspendem a paralisação. Eles pedem um aumento salarial de 22%, mas o governo federal ofereceu apenas 15,8% em parcelas até 2015.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Prezado Esmael,
    neste post não é lugar para isto, mas quero manifestar minha solidariedade a você e seu blog contra os ataques do Ducci (ou melhor, DUCCE) querendo tirar seu blog do ar. Força aí companheiro!

  2. ainda bem que o ministerio publico percebeu, que estas greves são eleitoreiras.
    todos os anos eleitorais tem bagunça no setor publico. so o judiciario pode por ordem na casa….