Por Beto Richa, PSDB deixa de lançar candidatos no PR

por Estelita Hass Carazzai, da Folha

Em União da Vitória (PR), Dilma e Richa fazem campanha juntos.
Sob o comando do governador Beto Richa, o PSDB do Paraná deixou de lançar candidatos a prefeito nas principais cidades do Estado para fortalecer a aliança pela reeleição do tucano, em 2014.

O plano incluiu abdicar do lançamento de candidaturas até na capital, Curitiba. As cidades de Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu também não terão candidatos do PSDB. Em troca, o partido apoia políticos do PP, DEM, PPS, PSB e PDT, entre outros.

A estratégia rachou o PSDB local. Enquanto Richa sustenta o “respeito” aos partidos aliados, alguns tucanos acusam-no de autoritarismo.

Segundo os opositores, desde 2011 foram extintos diretórios municipais em 128 cidades, substituídos por comissões provisórias em que a escolha de candidatos é feita por cinco membros nomeados pela executiva estadual.

“Fui minha vida inteira do PSDB. O pai de Richa [José Richa] comia quibe lá em casa”, diz Hussein Bakri, ex-prefeito de União da Vitória –onde o diretório também foi extinto–, hoje filiado ao PSC.

Richa rechaça as acusações e diz que não teme a perda de lideranças –o caso mais lembrado é a saída do ex-deputado Gustavo Fruet, hoje postulante à  Prefeitura de Curitiba pelo PDT. “O partido vem crescendo. Queremos passar de 40 para 80 prefeitos eleitos neste ano.”

Comments are closed.