Frente neoliberal para tentar eleger Waldyr Pugliesi em Arapongas

Frente neoliberal apoia Pugliesi em Arapongas. Foto: Ronildo Pimentel.

O deputado estadual Waldyr Pugliesi, presidente estadual do PMDB, anunciou ontem uma inusitada frente neoliberal para tentar se eleger prefeito do município de Arapongas, no Norte do Paraná. O peemedebista conseguiu reunir no mesmo barco DEM e PSDB, partidos identificados com as privatizações e o desmonte da máquina pública.

Pugliesi e a frente neoliberal foram recebidos em audiência com o governador Beto Richa (PSDB), no Palácio Iguaçu, que abençoou a pré-candidatura do presidente do PMDB e a indicação do vice na sua chapa, o tucano Guto Grassano.

Testemunharam o acordo político Nelson Joaquim (PSDB), os democratas José Bisca, João Affonso e Daily Camargo (presidente do DEM, de Arapongas).

Também acompanharam a reunião o presidente estadual do DEM, deputado à‰lio Rusch, e o presidente da Assembleia e do PSDB, Valdir Rossoni, que lutaram o quanto puderam para privatizar a Copel na era Jaime Lerner.

Waldyr Pugliesi, em 2001, é bom registrar, era contra os neoliberais que hoje comandam o governo do Paraná.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. A política se faz com pessoas de bem e competentes,Waldyr Pugliesi,Guto Grassano,José Bisca,Yokomizo…Bom ,eu até agora não entendo alguns comentários contrário a essa aliança,o que é que tem d+? vejo natural,deixamos o passado de lado e vamos viver o presente com a visão no futuro…cada um deles tem o seu valor,se sozinhos eles ja faziam muito,imaginem agora unidos entaum?! vamos juntos Arapongas,melhor se unirem esses aqui ,de que se unirem com gente q até a pouco tempo atrás estava em pagina polícias !!! e da -lhe 15 neles.

  2. Neoliberal? Neo nao quer dizer novo? Pugliese nova solução? Essa foi demais kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. tai um casuismo daqueles de empurrar goela abaixo, o pmdb com o tucanato da provincia, tudo junto , tudo mix-mix-misturado, olha vou torcer para esta frente, virar uma frente fria, daquelas que lembrem as frentes que a situação em fim de ditadura criava, quanta hipocrisia, vou dormir, esses tucanos. ufa

  4. Esse deputado xarope do PMDB está a cada dia mais tucano que os verdadeiros tucanos do PSDB. Deve estar possuído!!!

  5. frente néoliberal è a hipocresia da politica. demagogos mentirosos prometem mas não fazem nada.

  6. Tenho vergonha de vc, Waldyr, porque vc passou a vida falando em coerência, só que agora joga tudo isso no lixo para se aliar com os Grassano e o Bisca. Sim, os Grassano que vc chama de “ratos” e inclusive colocava um fusquinha com alto falante na rua, com aquela música do ratinho, lembra? Os Grassano que eram os arenistas, defensores da ditadura, eqto vc era o bomzão, enfrentando os generais e torturadores. O Bisca criou o Salsicha Gate, espalhando para os quatro cantos que vc superfaturava pãozinho e salsicha da merenda escolar. Que vergonhera! Vc merecia um final melhor que isso… O negócio agora é ver quem é o menor pior entre o Graça Jr, o padre Beffa e o Ségio Onofre.

  7. Se meu Pai ainda vivo fosse e lhe contasse que vi na mesma mesa, no mesmo palanque o Pugliesi, Grassano, Bisca e Camargo tenho a certeza que o mesmo daria uma sonora gargalhada.
    Esete é o digno retrato do sistema político partidário nacional, onde nos faltam partidos reais da esquerda e da direita, pois o que temos hoje é um ajuntamento de pessoas em cima do centro do muro querendo sempre colher algo em benefício próprio, é de se lamentar.

  8. Vale a pena registrar que se trata de 4 famílias de ex-prefeitos do municipio de Arapongas, que se juntam para tentar tirar a Cidade do buraco que o atual grupo deixou … Dalhe Azedão… Vamos salvar Arapongas….

  9. Waldir era um crítico mordaz da venda da Copel que tinha na Assembléia, o Rossoni como líder do Jayme Lerner. Beto Richaa também votou a favor da venda da Copel. Se não fosse a atuação do então Senador Alvaro Dias, que fretou por conta própria um avião em Brasilia para vir a Curitiba e fazer o então Deputado Litro a mudar o seu voto a Copel pública de hoje seria uma entidade privada pelas mãos do Rossoni e do Lerner. Agora, ver o PUgliesi ao lado desses dois, é muito triste. Achio que ele esclerosou de vez, ao negar todo o seu passado. Ou, então era tudo mentira.

  10. Q Q É ISTO, “COMPANHEIRO”?
    Frente Neo-Liberal? Lula abraça Maluf em SP e ninguem escreve isto.
    “Partidos identificados com as privatizações”? “Partidos de direita”? Uai, pelo que sei, não existe mais esta de partidos identificados com privatizações ou de esquerda, a julgar pelas recentes privatizações e pelas posturas à direita que temos visto.
    Tá ficando chato este discurso de “neo-leberais”, “privatista”, “esquerda x direita”, etc, etc.

    Ká entre nós: O Valdir Pugliese tem um passado e uma história de lutas contra a ditadura e pela democracia, que supera a muitos que em público batem no peito e se dizem revolucionários, mas no privado, prevarica e concilia.

  11. Bem antes dos que hoje se posicionam contra as privatizações – que são a melhor prova da participação da sociedade civil no desenvolvimento, aliás, praticada hoje pelo lulismo (não existe mais petismo) que tanto a condenava, Valdyr Pugliesi enfrentava o regime militar nas trincheiras por ele mesmo abertas lá em Arapongas.

    A privatização da Copel, da Sanepar, simplesmente acaba com os cabides em forma de cadeiras nos conselhos administrativos e outras pompas e benesses características de quem gasta o que é dos outros.

    A Petrobrás não abre as suas contas. Uma baita caixa preta. Itaipú idem. Mas até casal desnudo da 19 de Dezembro sabe que ministros e outros apaniguados, constam das folhas delas e de todas as outras estatais, para-estatais e fundos de pprevidencia.

    Privatizadas, Copel e Sanepar mostrariam mais respeito com o dinheiro do contribuinte. Não ensejaria a governante se aproveitar de truque prá enganar a miguézada: Luz fraterna enquanto a diferença é rateada nas tarifas de outros.

    Eu, hein?

  12. Com certeza ele sera eleito, pois é homem de fibra é de pessoas assim que precisamos na politica paranaense. Parabens deputado conte comigo.

  13. Quem diria hein Sr. Pugliesi!!!! Até há alguns anos, o popular “Azedão” era um dos infantes da República Popular Socialista Bolivariana do Paraná, defensor ilustre do governo do Sr. Mello e Silva, baluarte do “socialismo” paranaense, “aguerrido militante” do MDB velho de guerra, divulgador da Carta de Puebla…
    Agora, como num passe de mágica, virou o cocho, se tornou mais uma das peças do tabuleiro do Sr. Richa. Em nome de um projeto pessoal, se alia aos que outrora combateu. Melhor seria se fizesse o trabalho confiado pelos eleitores quietinho sem se arvorar de paladino da moral e do bem do povo.
    Ah, vai querer dizer que será candidato a prefeito para levar o município a um novo patamar de desenvolvimento e de justiça social… ahã… sei.