Em Londrina, Barbosa enfrenta falta de líder e ‘abandono’ de partidos

Publicado em 9 maio, 2012
Compartilhe agora!

por Guilherme Batista, via BondeNews

Barbosa Neto (PDT).
O prefeito Barbosa Neto (PDT) perdeu mais um líder na Câmara Municipal de Londrina. O vereador Jairo Tamura (PSB) deixou o cargo após ser pressionado e advertido pelo partido. As denúncias de corrupção envolvendo aliados do prefeito afastaram a legenda da atual administração. à‰ o sexto partido que abandona a prefeitura em pouco mais de três anos.

PTB, PSC, PMN, PPS, que fizeram parte da coligação de Barbosa em 2008, já haviam deixado o Executivo. Nesta semana, antes de Tamura sair da liderança, Barbosa viu o PC do B dar 72 horas para que filiados se desliguem dos cargos que ocupam, atualmente, no Executivo.

O chefe do Núcleo de Comunicação da prefeitura, José Otávio Ereno, a coordenadora da Casa dos Conselhos, Heloísa Botelho, e Jefferson Belasque, presidente da Ask – empresa de call center ligada à  Sercomtel -, ainda não decidiram se vão deixar as funções. “Vamos nos reunir com integrantes do partido em Londrina e definir o que vai ser feito. Teremos a resposta para a Executiva Estadual na sexta-feira”, garantiu Ereno.

A medida tomada pelo PC do B também está relacionada aos escândalos ligados à  atual administração. “Não queremos julgar o governo municipal, mas preferimos acompanhar as investigações de longe, para não correr o risco de interferir em algo ou tomar partido”, explicou o presidente da legenda no Paraná, Chico Brasileiro.

Sem líder

O ‘abandono’ de partidos reflete na Câmara Municipal de Londrina. O distanciamento das legendas deixa Barbosa com poucas opções para escolher o próximo representante no Legislativo. Até os vereadores da chamada situação descartam ocupar a liderança. “Acho que o líder precisa ser do partido do prefeito. Não tenho esta pretensão”, disse o vereador Rodrigo Gouvêa (PTC). Roberto Fortini, também do Partido Trabalhista Cristão, faz coro à s declarações quando questionado se poderia ser o novo líder de Barbosa no Legislativo. “Você tem que perguntar isso para o Sebastião ou para o Fu”, afirmou, referindo-se aos parlamentares pedetistas.

Os vereadores do PDT, Roberto Fu e Sebastião dos Metalúrgicos, que já representaram os interesses da prefeitura na Câmara, descartaram a ideia de voltar a ocupar o cargo. “Todos sabem que saí da liderança por não pensar como o prefeito quando o assunto é a Lei da Muralha”, disse Fu. “Não tenho vontade, mas ainda temos que conversar”, completou Sebastião.

A reportagem do Bonde tentou contato com o vereador José Roque Neto (PR), também da situação, mas ele não atendeu à s ligações.

Compartilhe agora!

Comments are closed.