Charge do dia: Cartaz para ser usado nas dependências do Congresso Nacional

Charge de Amarildo - A Gazeta (ES).

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O sinal de silêncio, de cala a boca, de faça silêncio, de fique quieto ai seu besta, feito pelo Cachoeira, na verdade foi dirigido a cada um de nós, brasileiros. Apáticos, manietados, amordaçados, incapazes de qualquer esboço de reação, de indignação.

  2. Na verdade, a pergunta clara e objetiva deve ser formulada ao depoente e a ele dar as opções do sim ou do não. Caso o mesmo se cale, sòmente aí e que se pode tirar-lhe o indicativo do consentimento e o silêncio tomado como afirmação. O Supremo Tribunal Federal, presta um grande descerviço a Nação, ao desobrigar depoentes a não prestarem juramento de dizer a verdade e só a verdade nas arguições das CPIS; favorecendo a aqueles que devem obrigação ao povo da prestação de seus atos a se calarem, impedindo a apuração dos fatos criminosos. Isso precisa ser mudado.

  3. Na verdade Senador Alvaro Dias, em que pese o descrédito generalizado, como cita V. Excia; essa CPI, poderá trazer consequências funestas aos envolvidos para o estabelecimento do descrédito moral do hoje advogado de porta de cadeia e que foi Ministro da Justiça de Lula, o Dr. Marcio Thomaz Bastos. Quem vai lhe pagar os honorários que segundo o Globo será na monta de 15 milhões de reais? De onde virão os recursos? Uma ação efetiva dos membros da CPI, poderá estabelecer em arguição ao Coaf, o rastreamento desse dinheiro. Virão de paraisos fiscais? Estariam guardados debaixo de colchões ou em cófres fechados de lugares insertos e não sabidos? De qualquer maneira há de saber se seriam frutos de evasão de divisas não declarados à Receita Federal. Thomaz Bastos seria remunerado com dinheiro sujo? Isso seria como um cometa que há de deixar rastros em um universo de corrupção, que agoniza, frente as ações criminosas de um grupo que apoderou-se do Poder para assaltar os cófres públicos. Esse é um dos principais pontos, na minha visão, que deve ser focado pela investigação dessa Comissão e que poderá estabelecer as conequexões entre os recursos de Cachoeira, a emprêsa Delta, os favorecidos e os que se favoreceram das falcatruas que originaram as bandalheiras que hoje, injuriam a toda sociedade brasileira.