Por Esmael Morais

Ouça essa: Uma pessoa com curso superior é insubordinada!, diz Richa

Publicado em 26/04/2012

Beto Richa (PSDB).

O governo do Paraná enviou à  Assembleia Legislativa cinco projetos de lei, um deles regulamentando a Emenda 29, que garante a implantação do subsídio aos policiais civis, militares e bombeiros.

Em entrevista à  rádio CBN Curitiba nesta sexta-feira (26), o governador Beto Richa (PSDB) criticou a exigência de diploma universitário para quem pretende ingressar na Polícia Militar do Paraná.

Para o tucano, quanto mais instruída é uma pessoa mais ela é questionadora.

A outra questão é de insubordinação também. Uma pessoa com curso superior muitas vezes não aceita cumprir ordens de um oficial ou superior de uma patente maior!, disse.

Isso demonstrou não ser uma boa iniciativa. Porque você desestimula os jovens que querem entrar na polícia. Principalmente os egressos do serviço militar, que saem com 18, 19 ou 20 anos e não tem curso superior ainda. Essas pessoas estão mais preparadas teoricamente do que as outras, que já passaram pelas forças armadas e podem dar grande contribuição ingressando na nossa Polícia Militar!, continuou o governador.

O presidente da associação de direitos aos policiais militares, Elizeu Furquim, disse que a mensagem governamental significa diploma do atraso que o governo confere a si mesmo!.

O governador Beto Richa garantiu que não está buscando a unanimidade.

Eu não tenho a pretensão de ter nas minhas iniciativas unanimidade. A unanimidade é burra. Os poucos que estão insatisfeitos são aqueles que colocam a boca no trombone. Os que estão satisfeitos, os que aplaudem a iniciativa do governo, não se manifestam. Todos estão satisfeitos!.

Ouça a reportagem de Filipi Oliveira, da CBN Curitiba:
[audio:http://www.cbncuritiba.com.br/public/audios/201204/9693_-_Projeto_Policiais_-_Filipi.mp3]
Clique aqui para fazer o download.