Tucanos e petistas articulam área de exclusão! em Foz do Iguaçu

Publicado em 7 março, 2012

PSDB e PT ensaiam acordo eleitoral em Foz do Iguaçu.
Estrategistas do Palácio Iguaçu colocaram sob a mesa o mapa do Paraná para discutir as eleições de outubro nas principais cidades. Em algumas, o PSDB cogita abrir mão da candidatura própria em nome do futuro do governador Beto Richa.

Segundo informações de um assessor do governador, além de Curitiba, o PSDB poderá apoiar aliados de outras siglas em Campo Mourão, Maringá, Londrina, Guarapuava, Cascavel, Ponta Grossa, Cornélio Procópio, e Foz do Iguaçu.

A novidade é que em Foz do Iguaçu os tucanos articulam com petistas a criação de uma área de exclusão!, ou seja, que não teria embate eleitoral.

A experiência a la Márcio Lacerda! !“ que agregou petistas e tucanos na administração de Belo Horizonte !“ teria como objetivo fazer um governo compartilhado, o que, segundo caciques do PSDB, levaria um boom! de desenvolvimento a Foz e região por causa do projeto comum!.

Na capital mineira, o PT ocupa a vice do prefeito Márcio Lacerda, do PSB, que ainda agrega o PSDB de Aécio Neves. A chapa tende a ser reeditada neste ano, apesar de resistências petistas.

A fórmula da área de exclusão! iguaçuense consistiria no apoio do PSDB ao candidato do PT, possivelmente o superintendente de Comunicação de Itaipu Binacional, o jornalista Gilmar Piolla. O tucanato estaria disposto a indicar o vice do petista.

A engenharia, no entanto, tiraria no páreo o deputado estadual Reni Pereira (PSB).

Comments are closed.