Cochilo de governistas põe em xeque validade de quase 100 projetos votados na Assembleia

Deputado Tadeu Veneri (PT).

Uma questão de ordem levantada na semana passada pelo deputado Tadeu Veneri (PT), questionando a não votação de 5 vetos pela Assembleia, colocou em xeque a validade de quase 100 projetos aprovados pela Casa desde setembro.

Dentre os projetos aprovados, mas que não valem nada, estão o que instituiu o tarifaço do Detran e da Ficha Limpa para servidores públicos.

Segundo Veneri, o cochilo dos governistas não pode ser tratado de maneira antidemocrática. “Eles terão que nos respeitar, caso contrário vamos à  Justiça”, disse o petista.

“Essa história de que a não apreciação de vetos governamentais é um problema intra muros, isto é, interno da Assembleia, é falsa. à‰ a Constituição Estadual, no artigo 71, que prevê o trancamento da pauta”, explica o parlamentar do PT.

Esse dispositivo constitucional de trancamento da pauta também existe no Congresso Nacional. Quando uma Medida Provisória ou veto governamental não são apreciados pela Câmara e Senado, automaticamente, a pauta não anda.

O deputado Antônio Anibelli Neto, o Anibelinho, único do PMDB que não se alinha à  base governista fez uma leitura sociológica! sobre esse imbróglio: “jacaré que cochila vira bolsa”.

Comentários encerrados.