Femotiba pede entrada da PF no “Caso Derosso”

O presidente da Federação das Associações de Moradores de Curitiba (Femotiba), Edson Feltrin, protocolou nesta quinta-feira (3) uma representação na Polícia Federal (PF) contra o vereador João Cláudio Derosso (PSDB), presidente da Câmara Municipal de Curitiba.

O pedido da entrada da PF no “Caso Derosso”, segundo Feltrin, se justifica pelos relatórios do Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público que “apontan fortes indícios de sonegação fiscal”.

“Crime de sonegação fiscal é de competência da PF e da Justiça Federal”, disse o presidente da Femotiba.

Derosso é suspeito de cometer irregularidades em contratos de publicidade. O desvio pode ser maior que R$ 30 milhões, de acordo com o TC.

Comentários encerrados.