Diretório do PT analisa a crise na segurança pública do PR

Deputado Eno Verri (PT).

Deputado Eno Verri (PT).

A direção estadual do PT está neste momento reunida, em Curitiba, para debater a crise que afeta a área da segurança pública do Paraná.

O presidente da legenda, deputado Enio Verri, líder da oposição na Assembleia Legislativa, informou que o PT deverá emitir uma nota oficial sobre o imbróglio envolvendo a demissão do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Scheremeta.

“Está muito estranha essa história. O governador Beto Richa (PSDB) e o secretário da Segurança, Reinaldo de Almeida César, disseram que o comandante pediu demissão. No entanto, Scheremeta falou que foi exonerado. Alguém está mentindo”, observou Verri.

Na semana passada, o secretário da Segurança anunciou a substituição de Scheremeta pelo também coronel Roberson Bondaruk.

Beto Richa apareceu em público na sexta-feira (25) para dizer que Scheremeta é um amigo, saiu por problemas particulares, não foi uma queda!.

Mas foi o próprio demitido quem desmentiu essa versão ao afirmar que a exoneração ocorreu em virtude de divergências sobre o uso do Hospital da Polícia Militar por servidores públicos civis. Scheremeta chorou durante uma entrevista coletiva.

Comentários encerrados.